menu

Suspeitos utilizam e-mail falso da Caixa para roubar dados e aplicar golpes

Polícia Federal dá dicas de como se proteger

Consumidores poderão fazer consulta na internet
Suspeitos utilizam e-mail falso da Caixa para roubar dados e aplicar golpes (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

A Polícia Federal (PF) está alertando as pessoas para um novo golpe que está sendo enviado por e-mail através de um suposto procedimento de segurança da Caixa Econômica Federal. De acordo com a polícia, a mensagem enviada pelos suspeitos diz que a Caixa estaria usando um procedimento de segurança por causa do aumento de fraudes em agosto.

No e-mail, os suspeitos ainda estimam que o processo de sincronização deve levar mais que dois minutos e que se a sincronização não for efetuada dentro de 24 horas após o recebimento do e-mail, os acessos à conta do Caixa acesso, Caixa Eletrônicos, FGTS, Auxílio Emergencial e Internet Banking serão suspensos.

Por fim, a mensagem diz que para dar início é preciso clicar no botão para ter acesso a conta e depois continuar com os procedimentos na tela.

Segundo balanço da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) , desde o início da pandemia do coronavírus, as tentativas de golpes financeiros pela internet aumentaram em 70%.

Se o procedimento for finalizado, o celular ou computador das pessoas são infectados com programas maliciosos que podem pegar informações pessoais, dados, números de contas bancárias, cartões de crédito e senhas.

Para se proteger, a Polícia Federal recomenda que as pessoas nunca devem clicar em links e botões instalações de qualquer dispositivo enviados por e-mail. O ideal é deletar da caixa de e-mail. Até mesmo quando mensagens como "se não quer mais receber e-mails, clique aqui", pois o link pode ser fraudulento.

Além disso, a PF também orienta que as pessoas entrem em contato com a empresa ou banco e perguntem se há alguma pendência que deve ser atualizada. No caso do golpe citado nesta matéria, a Caixa Econômica informou que que não envia mensagens de texto pedindo dados, senhas ou informações pessoais dos beneficiários e que não envia links por e-mail para atualização de sistema de segurança ou verificação de cadastro.

Mais dicas:

- Não compartilhar links duvidosos com seus contatos
- Não preencher cadastros, formulários ou pesquisas fornecendo dados financeiros ou pessoais através de links enviados pelo e-mail
- Ver se há um cadeado cinza no canto superior esquerdo da página da internet que você vai acessar
- Não baixar programas piratas no celular ou computador
- Instale antivírus no celular ou computador