Crítica

Em repúdio a incêndio no Brasil, Greenpeace faz "nota" de R$ 2,3 milhões

O valor faz referência à quantidade de hectares queimados no Pantanal, região norte do país

Pedro Augusto
Pedro Augusto
Publicado em 21/09/2020 às 10:56
NOTÍCIA
Divulgação
FOTO: Divulgação
Leitura:

O incêndio no Pantanal, na região Norte do Brasil, não passou em branco pela Greenpeace. Neste domingo (20), a organização não governamental, que atua em defesa da preservação do meio ambiente no mundo, divulgou nota de R$ 2,3 milhões em crítica  ao volume de hectares queimados nesta região. 

"Um bioma em extinção. Esta é a imagem de nota de R$ 2,3 milhões que o Greenpeace lança hoje para mostrar o real valor do descaso com o meio ambiente", informou o protesto. A imagem da "nota" de r$ 2,3 milhões foi criada pela Agência GUT.

Área incendiada

De acordo com o registro do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), 18,6% do território já queimou. A área incendiada é equivalente à 3 milhões estádios do Maracanã, por exemplo. A quantidade de focos de incêndio no bioma em 2020 é a maior desde que a taxa começou a ser monitorada, em 1998.

Especialistas em meio ambiente avaliam que o fogo tenha tido origem humana e não por conta da estiagem, já que não há tempestades que causem descargas elétricas ou raios que possam desencadear os incêndios na vegetação seca. 

Mais Lidas