menu

Aglomerações são vistas em campanhas partidárias em PE mesmo durante pandemia

Muitas pessoas não estão respeitando as normas sanitárias

Aglomerações são vistas nas cidades pernambucanas
Aglomerações são vistas nas cidades pernambucanas (Reprodução/WhatsApp)

Mesmo durante um cenário de pandemia, com números altos de coronavírus (covid-19) registrados, muitas pessoas estão participando de aglomerações durante convenções partidárias nas cidades do interior de Pernambuco. Muita gente não está respeitando as normas sanitárias de distanciamento social e uso de máscara.

Em Toritama, no Agreste, a aglomeração terminou em confusão quando a Polícia Militar (PM) tentou intervir no evento. Em Cupira, uma multidão se juntou em volta de um candidato à prefeito. A maioria das pessoas estavam sem máscara e sem respeitar o distanciamento social.

A preocupação com a aglomerações está relacionada a pandemia. Por lei, o candidato e a coligação responsável pelas aglomerações estão praticando crime contra saúde pública e desobedecendo as normas da Vigilância Sanitária. 

"É preciso entender que o distanciamento social é uma nova regra. É uma nova necessidade. Todos gostaríamos de voltar ao normal, mas não há normalidade quando temos a circulação de um vírus com grande poder de contaminação e propagação e que pode causar a morte da população mais vulnerável", disse o secretário estadual de saúde André Longo.

> Eleições 2020: Três cidades de Pernambuco terão apenas um candidato a prefeito

> Como funcionam as candidaturas coletivas? Confira

> SDS divulga esquema de segurança para Eleições 2020 em Pernambuco

Aglomeração em atos de campanha são proibidos

Em Pernambuco, até o último decreto divulgado pelo governo estadual, estão proibidos atos que reúnam mais de 100 pessoas ou 30% da ocupação do espaço. Além disso, as reuniões devem seguir os protocolos de convivência com a covid-19. Entretanto, as aglomerações são vistas em campanhas partidárias em PE mesmo durante pandemia.

Veja vídeo