Covid-19

Caso seja aprovada, Rodrigo Maia defende uso da vacina Coronavac

Presidente da Câmara defende utilização de vacina se ela for aprovada pela Anvisa

NE 10 Interior
NE 10 Interior
Publicado em 23/10/2020 às 17:18
NOTÍCIA
Marcelo Camargo/ JC Imagem
FOTO: Marcelo Camargo/ JC Imagem
Leitura:

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse, nesta sexta-feira (23), que concorda com a distribuição da vacina contra a covid-19, que está sendo desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, a Coronavac. Isso, caso, ela seja aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Durante participação em coletiva com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), Maia também ressaltou que o momento é de diálogo entre todas as partes e informou que recebeu contatos de outros deputados que apoiam a distribuição nacional do imunizante.

"Tenho certeza que o presidente vai ouvir nossos apelos e nós não vamos precisar de outro caminho. O presidente tem tido bom diálogo com o Parlamento, tem sido positivo, e isso pode ser bom instrumento para organizar o que está desorganizado, mas precisa ser organizado. Os brasileiros precisam ter direito a vacina", afirmou Maia.

Desaprovação

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, na última quarta-feira (21), que o governo federal não comprará a vacina CoronaVac, que está sendo desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. De acordo com ele, antes de ser disponibilizada para a população, a vacina deverá ser “comprovada cientificamente” pelo Ministério da Saúde e certificada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“O povo brasileiro não será cobaia de ninguém. Não se justifica um bilionário aporte financeiro num medicamento que sequer ultrapassou sua fase de testagem”, escreveu Bolsonaro em publicação nas redes sociais.

Com informações do UOL

 

Mais Lidas