menu

Conheça a história do prefeito eleito de Gravatá, que era padre e decidiu se casar

Hoje, Padre Joselito tem três filhos

Padre Joselito Gomes, esposa e filhos
Padre Joselito Gomes, esposa e filhos (Reprodução/Instagram)

A cidade de Gravatá, no Agreste de Pernambuco, elegeu no último domingo (15) um novo prefeito, o Padre Joselito (PSB), 59 anos. O que nem todo mundo sabe é que, há oito anos, ele pediu dispensa do sacerdócio, após se apaixonar por uma mulher que queria ser freira.

Hoje, Joselito e Viviane Facundes são casados e têm três filhos: Maria Fernanda, Luiz Fernando e Maria Luiza. O casal se conheceu na igreja, já que Viviane queria ser freira. Ela começou a trabalhar na secretaria da paróquia e acabou se aproximando do padre, uma vez que ambos cantavam na igreja. Eles chegaram a namorar escondidos por um tempo, até assumir o relacionamento.

O prefeito eleito de Gravatá foi ordenado padre em 12 de dezembro de 1985 e começou o sacerdócio na paróquia de Nossa Senhora das Dores, a Catedral de Caruaru, também no Agreste. Ele também passou pela cidade de Santa Cruz do Capibaribe antes de chegar à paróquia da Senhora Sant'Ana, em Gravatá, em 1998. No município, ele coordenou mais de 52 comunidades.

Após deixar o sacerdócio, o padre decidiu concorrer, em 2019, ao cargo de Conselheiro Tutelar, quando obteve 1.826 votos e foi eleito em primeiro lugar. Em janeiro deste ano, apresentou a carta de desincompatibilização para concorrer às eleições municipais de 2020. Foi a primeira vez dele concorrendo a um cargo eletivo.

Eleição

Padre Joselito (PSB) foi eleito com 54,69% dos votos (26.909), superando o atual prefeito, que concorria à reeleição, Joaquim Neto (PSDB), que obteve 41,68% (20.508 votos). Joselito concorreu na coligação Frente Popular de Gravatá, que conta com os partidos PCdoB, PL, PT, PDT, PSC, Patriota, PV e PSB. O vice é Júnior Darita (PL).

Em entrevista à TV Jornal Interior, o Padre Joselito disse que o sentimento nas ruas já sugeria que ele venceria o pleito. "Sempre havia uma boa aceitação, uma boa acolhida, e sempre olhando nos olhos do eleitor, eu sentia ali uma verdade", destacou.

Segundo Joselito Gomes, o principal pedido da população é com relação à saúde. "A população pede uma saúde de qualidade para todos. O importante é que você deve olhar e ter diante de si o ser humano, que tem direito a um serviço de qualidade. Não mais atender por causa da cor, porque é simpático ou deixa de ser. É um direito do cidadão e da cidadã ter uma saúde de qualidade", declarou.

O padre reforça que é necessário investir na saúde básica, e tudo o que estiver ao alcance do município será feito "da melhor forma possível".

Apesar de não ter feito maioria na Câmara, Joselito acredita que com respeito e diálogo, as questões da cidade serão resolvidas: "Não é mágica e nada acontece da noite para o dia, é com muito trabalho, determinação e atitude".

Confira a entrevista com Padre Joselito, prefeito eleito de Gravatá

  • 17/11/2020 15:55
Padre Joselito (PSB) foi eleito com 54,69% dos votos (26.909), superando o atual prefeito, que concorria à reeleição, Joaquim Neto (PSDB), que obteve 41,68% (20.508 votos). 9 minutos e 42 segundos