menu

PM prende suspeito de participação em assassinato de policial alagoano

À polícia, o homem confessou que pilotava a motocicleta durante a ação criminosa

O homem confessou estar pilotando uma motocicleta usada na ação criminosa
O homem confessou estar pilotando uma motocicleta usada na ação criminosa (Reprodução/Jornal do Commercio)

A Polícia Militar de Pernambuco prendeu, na noite desse sábado (21), em São José da Coroa Grande, litoral pernambucano, um dos suspeitos de participação - roubo seguido de morte - de um policial militar do Estado de Alagoas. Johnson Bulhões da Rosa Silva tinha 27 anos e foi morto com um tiro na cabeça, na última sexta-feira (20) em Porto de Galinhas, na mesma região.

Policial Militar reage a assalto e é assassinado com tiro na cabeça

Segundo informações do Jornal do Commercio, equipes do 18º BPM receberam indicações sobre a possível localização do suspeito e acabaram detendo o homem na residência da sogra dele. No momento da prisão, ele estava acompanhado de seu advogado.

À polícia, o homem confessou que pilotava a motocicleta durante a ação criminosa e informou o local onde uma mesma pessoa se encontrava escondida. Os policiais foram, então, até o endereço do suspeito, em Porto de Galinhas, onde o veículo foi apreendido.

O suspeito e a motocicleta do assassinato de policial alagoano foram conduzidos boletins para Delegacia de Porto de Galinhas e, posteriormente, o homem foi encaminhado para o DHPP, no bairro do Cordeiro, para adoção das medidas legais cabíveis.

Caso

A vítima estava com a esposa, grávida de três meses, quando foi abordada por uma dupla em uma moto. Ele teria reagido e foi baleado na cabeça. 

A Polícia Militar de Pernambuco informou, em nota, que a vítima chegou a ser socorrida por uma equipe da Ciatur e foi encaminhada para a UPA de Ipojuca. Posteriormente, a vítima foi levada para o Hospital da Restauração, no Recife, onde faleceu. A assessoria do RH confirmou que o óbito foi por volta das 2h50 deste sábado (21).

Johnson Bulhões da Rosa Silva era soldado do Batalhão de Polícia Rodoviária de Alagoas desde 2018. De acordo com, as investigações, o PM estava passando uns dias de folga em Porto de Galinhas com familiares. No assalto, o policial teria reagido e foi atingido com o tiro. O revólver dele foi levado pelos criminosos.

Informações do Jornal do Commercio