Educação

Professores da rede pública anunciam paralisação das atividades nesta quinta

Será realizado um protesto em frente ao Palácio do Campo das Princesas

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 24/11/2020 às 9:07
NOTÍCIA
Felipe Ribeiro/ JC Imagem
FOTO: Felipe Ribeiro/ JC Imagem
Leitura:

Os professores da rede pública de ensino de Pernambuco pretendem paralisar as atividades nesta quinta-feira (26). Será realizado às 9h um ato em frente ao Palácio do Campo das Princesas.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), o protesto tem objetivo de denunciar descaso com a educação pública e também é "em defesa do piso salarial e das férias em janeiro".

O Sintepe disse nessa segunda-feira (23) que um projeto de lei complementar encaminhado pelo governo do Estado para a Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco (Alepe) ataca o plano de cargos e carreira da categoria.

Confira parte da nota: "Após oito meses de insistência e tentativas de negociação por parte do Sintepe, o governo decidiu desobedecer duas leis federais e uma lei estadual de uma só vez. Descumpre a Lei do Piso Salarial do Magistério e rasga a Lei 11.559/1998 - que institui nosso Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos (PCCV). Também, descumpre a Lei 173/2020, que trata de congelamentos de reajustes na pandemia, mas que excetua 'determinação legal anterior à calamidade pública'. A lei do Piso Salarial é uma determinação legal anterior à calamidade pública".

O governo do estado, através da Secretaria de Administração, disse que o projeto de lei tem "finalidade de garantir o piso salarial nacional do magistério aos professores estaduais, em observância à legislação que rege a matéria".

Veja a nota completa:

"O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Administração, informa que encaminhou projeto de lei complementar à Assembleia Legislativa de Pernambuco com a finalidade de garantir o piso salarial nacional do magistério aos professores estaduais, em observância à legislação que rege a matéria, como vem garantindo desde 2009.

O escopo da medida foi exaustivamente tratado pelo Governo junto à representação sindical da categoria, de forma transparente e responsável, inclusive considerando o disposto na Lei Complementar Federal 173/2020. O diálogo relacionado a outros pontos da pauta do Sintepe continua com a Secretaria de Educação e Esportes".

Mais Lidas