Investigação

Delegado revela que motivação da morte de estudante em Lajedo foi vingança

Rian Robery, 16 anos, foi morto por dois homens que estavam em uma moto

Equipe NE10 Interior
Equipe NE10 Interior
Publicado em 03/12/2020 às 9:58
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

O delegado Marcelo Francisco, que investiga o assassinato do estudante Rian Roberty Alves da Silva, 16 anos, disse nessa quarta-feira (2) que a motivação do crime foi vingança. Rian foi morto a tiros no dia 27 de novembro, no bairro do Poço, onde morava, na cidade de Lajedo, no Agreste de Pernambuco.

O jovem teria sido abordado por dois homens armados em uma motocicleta, que anunciaram um assalto. O rapaz teria tentado fugir entrando em casa, mas foi atingido por disparos e não resistiu. Apesar disto, o delegado revelou que a motivação do crime foi vingança. Um dos suspeitos do caso foi preso no início desta semana, o outro segue foragido.

"O autor que encontra-se foragido saiu da cadeia há pouco tempo e passou a frequentar o bairro do Poço, onde a vítima residia. Por conta dessa frequência, ele arrumou alguns atritos com um grupo de jovens que a vítima fazia parte. Por conta dessas ameaças que ele passou a fazer a esses jovens, um deles efetuou um disparo de arma de fogo contra a casa da namorada do autor. Nesse momento, encontravam-se várias pessoas lá dentro ingerindo bebida alcoólica", contou o delegado.

Ainda de acordo com Marcelo Francisco, o assassinato de Rian foi motivado por este episódio: "Em retaliação a esse disparo, o autor combinou com os que se encontravam ali naquela bebedeira de executar qualquer um dos jovens que moravam naquela localidade como forma de vingança". O caso continua sob investigação.

Após o crime, os familiares e amigos de Rian realizaram um protesto em Lajedo pedindo Justiça no caso. Eles afirmam que o rapaz era estudioso e sonhava em ser jogador de futebol.

Confira o vídeo:

Mais Lidas