Greve

Mais uma entidade declara apoio à Greve dos Caminhoneiros

Bolsonaro falou sobre a paralisação

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 29/01/2021 às 10:07
NOTÍCIA
Foto: Diego Nigro/JC Imagem
FOTO: Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Leitura:

Mais uma organização declarou apoio à greve dos caminhoneiros no Brasil. A informação foi divulgada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL) nessa quinta-feira (28).

De acordo com a CNTTL, a Federação Unitária de Transporte, Porto, Pesca e Comunicação da América (FUTAC) também demonstrou apoio. A greve já estava recebendo o apoio da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transporte e Logística (CNTTL), uma importante entidade da classe. A confederação conta com 800 mil motoristas associados.

A possibilidade é de que a paralisação se inicie no dia 1º de fevereiro e todos os dias surge uma novidade a respeito do assunto. O que se sabe até agora é que a Greve dos Caminhoneiros tem apoio e confirmação de entidades com grande número de trabalhadores.

Greve dos Caminhoneiros: confira o que se sabe até agora sobre a paralisação de fevereiro

Durante uma live, o presidente Jair Bolsonaro disse que não há obstáculo para reduzir o preço do diesel, que é uma reivindicação principal dos motoristas.

"O imposto federal que existe [sobre o diesel] é o PIS/Cofins, que já tirou uma parte e está em 33 centavos [por litro]. Então, procurei a equipe econômica pra gente anular 9 centavos no diesel. Agora, cada centavo para diminuir no diesel, eu tive que buscar receita em outro local – ou criar um imposto ou aumentar outros impostos. E cada centavo no diesel equivale a 800 milhões de reais por ano. [...] "Eu não sei se é possível ou não, quem fala de economia é o Paulo Guedes. Eu levo sugestões pra ele, ele analisa, levando em conta o mercado, a economia do mundo todo", disse ele.

Mais Lidas