policial

Após cair em blitz, mulher descobre que marido usava nome falso há 12 anos para esconder crime

O homem cumpria pena por latrocínio, fugiu da prisão e usava a identidade do sobrinho.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 11/02/2021 às 15:29
NOTÍCIA
Reprodução/PRF
FOTO: Reprodução/PRF
Leitura:

Durante uma abordagem realizada na última quarta-feira (10) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-381, em Igarapé, Belo Horizonte, um casal passou por uma história inusitada. A polícia identificou que o homem parado na blitz na companhia da esposa era foragido da polícia.

O que sua esposa não sabia era que o seu marido, de 38 anos, usava nome falso há 12 anos. O homem fugiu do presídio de Janaúba, onde cumpria pena por latrocínio. Desde então usava a identidade do sobrinho, que tem idade parecida.

A PRF levantou a suspeita depois que o homem apresentou um documento faldo após ser parado na blitz.

Versão da mulher

De acordo com a polícia, a mulher nunca desconfiou que o marido pudesse ser criminoso e de que ele usava nome falso, já que a própria família o chamava por um apelido.

Mais Lidas