Política internacional

Democratas divulgam vídeo inédito da invasão ao Capitólio; assista

Imagens de câmeras de segurança mostram o desespero dos policiais

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 12/02/2021 às 14:37
NOTÍCIA
Saul LOEB/ AFP
FOTO: Saul LOEB/ AFP
Leitura:

No segundo dia de audiências do processo de impeachment contra o ex-presidente Donald Trump, os Democratas apresentaram um novo vídeo da invasão ao Capitólio, que ocorreu em 6 de janeiro. As imagens apresentam detalhes do ataque provocado apoiadores de Trump.

Vídeos inéditos de câmeras de segurança mostram os invasores armados com barras de ferro e sprays químicos atacando policiais e prometendo matar congressistas. Os defensores do impeachment argumentaram que a invasão foi resultado da conduta de Trump, que há não aceitava a derrota nas eleições e incitava grupos extremistas.

Conforme as imagens, diversos parlamentares foram salvos por policiais a poucos metros dos invasores, como no caso do republicano Mitt Romney. O senador foi aconselhado a sair rapidamente do local porque estavam buscando por ele. Após ver as imagens, Romney afirmou que "não via a hora" de poder agradecer ao policial porque não tinha noção do quão perto estava do perigo.

As novas imagens também mostram a evacuação às pressas do então vice-presidente, Mike Pence, e de sua família. O Republicano é o responsável pela sessão que confirma os votos dados pelo colégio eleitoral para escolher o novo presidente.

No vídeo ainda é possível ver pedidos desesperados dos agentes do prédio por reforços e até os gritos de dor de um deles que foi prensado pelos criminosos. Além disso, as imagens captaram o momento em que o grande grupo de pessoas mexeu nos documentos dos parlamentares que estavam na sessão.

As mensagens de áudio divulgadas pelos Democratas mostram a comunicação dos seguranças com os policiais da guarda metropolitana de Washington, expondo o desespero ao não conter a invasão ao Congresso Americano. "Perdemos a linha. Todos os policiais metropolitanos, recuem para a parte superior o mais rápido possível", diz um dos seguranças.

Processo de impeachment 

Nesta quinta-feira (11), a acusação concluirá sua apresentação, em uma sessão que pode durar 8 horas. Na sequência, será a vez da defesa ter 16 horas para apresentar seus argumentos. A sentença final deve sair até a  segunda-feira (15).

Trump é acusado de "incitação à insurreição" por conta da invasão de seus apoiadores ao Capitólio. Pouco antes da ação, o então presidente pediu para que eles fossem até o prédio mostrar sua força aos deputados e senadores que estavam em audiência para confirmar a vitória de Joe Biden.

Para que haja condenação é preciso que 65 senadores votem a favor do impeachment. A invasão do Capitólio resultou em cinco mortes diretas, além do suicídio de dois agentes que faziam a segurança da área e de um acusado de crimes federais. .

Assista

 

Mais Lidas