coronavírus

Mãe e dois filhos morrem com Covid-19 em intervalo de oito dias

"Eu não aguento mais chorar", disse um dos familiares.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 18/02/2021 às 17:00
NOTÍCIA
Reprodução/Internet
FOTO: Reprodução/Internet
Leitura:

Uma família da cidade de Birigui, interior de São Paulo, lamenta a perda de três familiares que morreram em um intervalo de oito dias com Covid-19. Neide Rodrigues Passeli, de 74 anos e seus dois filhos, Silvana Passeli, de 54 anos, e Deividi Rodrigues Cheregatto, de 33 anos, faleceram por complicações de saúde provocadas pela doença.

O neto de Neide, Rodolfo Rodrigues Passeli de Carvalho, de 28 anos, desabafou em entrevista ao UOL sobre o momento em que a família se encontra com as perdas dos entes queridos.

"Enquanto alguns estão fazendo festas clandestinas e comemorando, minha família está chorando. As pessoas não têm consciência e a fiscalização é falha. Eu não aguento mais chorar", relatou.

Sequência de fatos

Silvana apresentou os sintomas no dia 8 de fevereiro. No dia seguinte, Neide começou a apresentar sintomas leves. "Minha avó era obesa, tinha problemas de locomoção e isso dificultava muito ela sair de casa. Como ela estava bem e ainda não sabíamos se minha tia estava realmente com covid-19, começamos a cuidar da minha avó em casa. Mas no dia seguinte ela faleceu", lembra Rodolfo.

Neide morreu no dia 10 de fevereiro e um dia após sua morte o filho, Deivivi, começou a apresentar os sintomas. Silvana morreu no dia 16 em decorrência da doença enquanto o irmão faleceu no dia seguinte com 50% do pulmão comprometido.

Além da dor da perda, Rodolfo relata que os custos para sepultamento são altos. "Os custos para sepultar uma pessoa são muito caros e não tínhamos dinheiro. Tive que pedir ajuda para conseguir pagar os três sepultamos. Vi minha família inteira ir embora e não tivemos o mínimo de suporte", diz.

*Com informações do UOL

Mais Lidas