menu

Mãe de Ronaldinho Gaúcho morre por complicações da Covid-19

Dona Miguelina, de 71 anos, estava internada desde dezembro do ano passado.

Ronaldinho Gaúcho e a mãe, Dona Miguelina.
Ronaldinho Gaúcho e a mãe, Dona Miguelina. (Divulgação/Instagram)

A mãe do ex-jogador Ronaldinho Gaúcho, Dona Miguelina, morreu neste sábado (20) aos 71 anos, por complicações da Covid-19. Ela estava internada no Hospital Mãe de Deus, em Porto Alegre, desde dezembro do ano passado. 

Segundo uma pessoa próxima da família, ouvida pela reportagem do UOL, Dona Miguelina teve uma breve evolução, mas o quadro de saúde piorou nos últimos dias em razão de uma infecção. A informação sobre a internação da mãe foi divulgada por Ronaldinho Gaúcho em dezembro, através das redes sociais. 

"Queridos amigos, minha mãe está com Covid-19 e estamos na luta para que ela se recupere logo. Ela está no centro de tratamento intensivo, recebendo todos os cuidados. Agradeço desde já as orações, as energias positivas e o carinho de sempre. Força mãe", disse o ex-jogador.

 O Atlético-MG, clube pelo qual Ronaldinho foi campeão da Libertadores, se solidarizou com a morte de Dona Miguelina. O clube tem uma relação especial com a mãe do meia. Em 2012, na época em que o atleta defendia o clube de Minas Gerais, a torcida do Galo levou aos estádios uma bandeira com o rosto de Dona Miguelina, que na época enfrentava a recuperação de um câncer.