menu

Pedido de casamento é interrompido por policiais na Praia de Iracema

Os noivos tiveram que deixar o local após a troca de alianças, por causa do decreto que limita o horário de circulação.

Casal teve que acelerar a troca de alianças por causa do decreto em virtude da pandemia.
Casal teve que acelerar a troca de alianças por causa do decreto em virtude da pandemia. (Arquivo pessoal)

Um pedido de casamento que estava sendo realizado na Praia de Iracema, em Fortaleza, na tarde deste sábado (20) foi interrompido pela cavalaria da Polícia Militar, porque os noivos e outras pessoas estavam no limite máximo do horário estabelecido pelo decreto estadual por causa da pandemia.

De acordo com o decreto em vigor no estado, os espaços públicos, como a orla só podem ter circulação de pessoas até às 17h. O pedido de casamento foi uma surpresa montada por Mateus e combinada com todo resto da família. Além dos noivos, Claudymilla Melo e Mateus Chaves, estavam presentes no pedido de noivado os pais e tios da noiva, um irmão, além de músicos contratados. 

A noiva explica que estava tudo organizado desde janeiro. "Ele (o noivo) alugou os letreiros, comprou as rosas e organizou tudo para o dia e o horário. Caiu mesmo no início de decreto", diz. As alianças haviam sido compradas no fim do mês passado.

Situação inusitada 

Só deu tempo do casal trocar alianças. "Quando eu vi a Cavalaria olhando pra gente e mandando sair, não acreditei. Chegou primeiro a Polícia, uns 4 a 5 homens. Em seguida, veio a Cavalaria. E eu não sabia se chorava, se sorria ou se eles faziam parte da produção, já que meu noivo é militar", conta Claudymilla.

Apesar do imprevisto e da situação delicada, os policiais agiram com tranquilidade. “Eles foram super pacientes. Esperaram a gente recolher todas as coisas, se despedir dos músicos, destacou a noiva. O casal está junto há nove anos e pretende se casar ainda em 2021. Diante da pandemia, eles cogitam uma cerimônia virtual.