pandemia

Com superlotação de hospitais, Agreste já tem casos de variantes do coronavírus em circulação

Leitos de UTI e enfermaria se aproximam dos 100% de ocupação. Secretário de Saúde de Caruaru confirma a circulação das variantes.

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 23/02/2021 às 11:50
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

Autoridades de saúde de todo o mundo têm alertado a população a respeito das variantes do coronavírus detectadas em diversos países. Em Pernambuco, um caso de infecção pela variante P1 foi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) no dia 11 de fevereiro em dois pacientes do Amazonas que vieram ao Estado para tratar a Covid-19. Em entrevista à Rádio Jornal Caruaru, o secretário de Saúde de Caruaru, Breno Feitoza, confirmou que as variantes já estão em circulação no Agreste.

O secretário destacou que uma das portas de entrada podem ter sido os centros de comércio localizados na mesorregião. "A variante já está no Agreste, com certeza. Caruaru tem uma localização geográfica e uma característica econômica que faz com que nós tenhamos um alto fluxo de pessoas que vem das mais diversas regiões do Nordeste [...]. Polos médicos, econômicos e de educação têm fluxos migratórios muito grandes e  acabam sendo centros de propagação desses vírus e variantes", explicou Bruno.

Durante a entrevista, Bruno Feitoza destacou ainda que as variantes têm um potencial de infecção muito maiores e ainda estão sendo desenvolvidas pesquisas para identificar o percentual de letalidade de cada uma delas. "Nós já sabemos que a transmissão é muito maior do que quando não existiam essas variações. Então, isso significa dizer que vamos ter muito mais pessoas contaminadas se não mudarmos o nosso comportamento", destacou o secretário. Confira a entrevista:

Casos em Caruaru

O secretário associou o aumento de casos às festas promovidas no fim do ano e afirmou que 15 dias após o período de festividades o registro de casos na região voltou a subir. As autoridades de saúde alertam também para as aglomerações registradas nas praias e em diversas festas clandestinas no período do Carnaval. "Estamos preocupados com o que pode estar por vir nos próximos 15 ou 20 dias. A perspectiva é de um aumento considerável no número de casos e, consequentemente, um aumento por procura de leitos de UTI", alertou.

Diante do aumento de casos registrados de Covid-19 na mesorregião, existe a preocupação com a superlotação dos hospitais de referência no tratamento de pacientes com a doença no Agreste. Na última segunda-feira, os hospitais Manoel Afonso (HMMA) e Mestre Vitalino (HMV), registraram, respectivamente, 100% e 93% da capacidade total dos leitos de UTI para Covid-19

Até esta terça-feira (23), a Prefeitura de Caruaru já registrou 52.504 testes realizados no município, sendo 16.160 confirmados para a Covid-19 e 465 óbitos. "Isso é resultado da irresponsabilidade da população. São as consequências que a gente arca por não estar respeitando o que está sendo preconizado", disse o diretor do HMV, Marcelo Cavalcanti em entrevista, confira:

Mais Lidas