Economia

Setores da economia sofrem com os impactos do novo decreto do Governo do Estado

Representantes de categorias comentam as dificuldades que terão que enfrentar com as medidas restritivas.

Vital Florêncio
Vital Florêncio
Publicado em 24/02/2021 às 13:48
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

Com a divulgação do decreto com as medidas restritivas do Governo do Estado no combate a Covid-19, nesta terça-feira (23), representantes de categorias de vários segmentos do setor econômico de Caruaru, no Agreste de Pernambuco estão lamentando a decisão. 

A coordenadora da Câmara de Gastronomia e Hotelaria da Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic)Dayse Cintra, falou que o setor foi pego de surpresa. "Já havíamos sentido, realmente, que ainda não estávamos no fluxo normal com a categoria. E, esse decreto, muito em cima da hora, nos deixa apreensivo porque já existem compras feitas, já existe um custo a ser pago", afirma. 

Dayse também falou sobre as mudanças que os empresários e comerciantes vão enfrentar. "Com apenas dois dias temos que transformar completamente nossa estrutura de vendas. Não só os bares e restaurantes, muitas categorias vão ser atingidas, o comércio em geral, porque diminui consideravelmente o seu tempo de atendimento, até condensando pessoas nesse horário reduzido. Acredito que as pessoas não vão deixar de ir ao comércio e outros locais como o shopping, por exemplo, o que vai acontecer é que [o fluxo de pessoas] vai se concentrar naquele horário", comenta.

Outra categoria que foi bastante afetada com a pandemia do novo coronavírus, foi a dos artistas e músicos. O produtor cultural e representante da categoria, Alemão falou sobre as dificuldades dos trabalhadores. "Os músicos estão em dificuldades. Parece que essa pandemia surgiu de algum instrumento musical. Os artistas que foram a primeira classe a ser proibida de trabalhar e vai ser a última a voltar. Parece que a culpa toda é dos músicos do Brasil. Eu tenho amigos que estão passando necessidade financeira, estão sendo sustentados pela sociedade de Caruaru, com amigos dando comida, ou seja, cestas básicas", relata. 

O decreto do Governo do Estado começa a vales na próxima sexta-feira (26). Estão proibidas atividades econômicas e sociais, a partir das 20h às 5h. Nos fins de semana das 17h às 5h. 

*Com informações da Rádio Jornal Caruaru

Ouça a reportagem completa

 

Mais Lidas