menu

Os artistas do São João vão receber auxílio financeiro, afirma presidente da Fundação de Cultura de Caruaru

Rubens Júnior disse em entrevista à Rádio Jornal Caruaru, que não acredita que a festa será realizada este ano.

São João na Roça no Distrito de Lajes, na zona rural
São João na Roça no Distrito de Lajes, na zona rural (Divulgação/Prefeitura de Caruaru)

Em entrevista à Rádio Jornal Caruaru, nesta quinta-feira (4), o presidente da Fundação de Cultura de Caruaru, Rubens Júnior, falou sobre o provável cancelamento do São João e o auxílio que será pago aos agentes culturais afetados pela não realização da festa.

Com o agravamento da pandemia em todo o país, os leitos de UTI escassos e as restrições impostas pelo Governo do Estado para tentar conter a disseminação da doença, o São João dificilmente vai acontecer este ano. Outro fator que implica na situação é que, segundo Rubens Júnior, o Tribunal de Contas de Pernambuco não autoriza a abertura de edital para contratação dos artistas e da infraestrutura, necessários para a festa, por causa da pandemia.

"Eu particularmente não acredito que teremos São João, mas nos vamos acompanhar as condições. Como os índices [de casos e mortes] só fazem subir, realmente, a situação fica cada vez mais difícil, mas nos temos outro problema, o Tribunal de Contas não autoriza a abertura de editais para a realização de festas, enquanto perdurar o estado de emergência por conta da pandemia", afirmou.

O presidente da Fundação de Cultura de Caruaru comentou ainda sobre um auxílio que os artistas que trabalham no período junino vão receber, diante da impossibilidade de promover shows e apresentações. "Nos atendemos agora com R$ 2,4 milhões da Lei Aldir Blac entre o pagamento executado entre janeiro e dezembro de 2020. Vamos concluir na próxima semana com mais R$ 80 e 40 mil nesse edital. O Governo Federal liberou recurso para que a gente possa pagar esse último edital, nos atendemos 479 agentes culturais e 7 instituições culturais com subsídios, então foram 486 beneficiários", disse.

Ouça a entrevista completa