Abono salarial

Pis-Pasep: mais de 8,5 milhões ainda não sacaram abono de até R$ 1.100

Confira os calendários de pagamentos.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 04/03/2021 às 13:32
NOTÍCIA
Marcello Casal Jr./ABr
FOTO: Marcello Casal Jr./ABr
Leitura:

O abono salarial PIS/Pasep 2020-2021 ainda não foi sacado por 8,5 milhões de trabalhadores brasileiros. Cerca de 7 bilhões ainda estão nas contas da população. O saque do abano salarial pode ser realizado até 30 de junho de 2021.

O valor do abono pode chegar a um salário mínimo, R$ 1.100, dependendo do número de meses trabalhados no ano-base. Portanto, quem trabalhou um mês no ano-base 2020 receberá 1/12 do piso nacional. Quem trabalhou 2 meses receberá 2/12 e assim por diante. Só terá o valor total quem trabalhou o ano de 2020 inteiro.

Dinheiro que ainda não foi sacado

A maior parte do valor que ainda deve ser retirado se refere ao PIS, pago para trabalhadores da iniciativa privada. No total, 8.169.485 beneficiários ainda não sacaram o valor aproximado de R$ 6,6 bilhões. 

O PIS é pago pela Caixa, banco público, e neste ano deve atingir 22.238.600 de trabalhadores, com os valores somados, aproximados de R$ 17,5 bilhões. Segundo a Caixa, ainda há 2 milhões de trabalhadores que não sacaram nem mesmo o PIS do calendário 2019-2020.

Cerca de 477 mil trabalhadores do setor público ainda não sacaram o abono salarial adiantado. O benefício é pago por meio do Pasep, de responsabilidade do Banco do Brasil. Ao todo, o saldo remanescente é de R$ 373 milhões. O abono salarial do Pasep 2020-2021 abrange 2.712.900 trabalhadores, totalizando R$ 2,6 bilhões em recursos.

Confira os calendários de pagamentos

Novo calendário de pagamento do Pasep
Novo calendário de pagamento do Pasep
Reprodução
Novo calendário de pagamento do PIS
Novo calendário de pagamento do PIS
Reprodução

Mais Lidas