Coronavírus

Deputado que propôs lei contra vacinação obrigatória morre de Covid-19

Silvio Antônio Fávero faleceu aos 54 anos de idade após ser internado com complicações pulmonares causadas pelo coronavírus.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 14/03/2021 às 10:49
NOTÍCIA
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

O deputado estadual Silvio Antônio Fávero (PSL), de 54 anos, morreu de Covid-19 na tarde deste sábado (13), em um hospital de Cuiabá, no Mato Grosso. Ele estava internado desde o dia 4 em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com complicações pulmonares.

A notícia do falecimento foi divulgada pela assessoria do parlamentar em suas redes sociais. “O quadro de saúde se agravou nesta madrugada chegando ao quadro de infecção generalizada”, informou o texto. 

Em nota, a família do deputado agradeceu as orações e manifestações positivas. "Deus receba em paz nosso grande guerreiro, que bravamente lutou pela vida e hoje, com muita fé em Deus, segue aos braços do Pai Maior", disse o texto.

O corpo deve ser enterrado em Lucas do Rio Verde, município onde Fávero viveu a maior parte da sua vida.

Projeto de Lei

Um mês antes de ser infectado pelo novo coronavírus, Fávero apresentou um projeto de lei na Assembleia Legislativa do Estado do Mato Grosso que contrário a vacinação obrigatória contra a Covid-19. O deputado defendia que cada cidadão pudesse decidir se quer ou não ser vacinado.

No texto, ele dizia que “a obrigatoriedade de ser vacinado se mostra inconstitucional” porque colocaria “vidas em risco”.  Apesar de todas as vacinas aprovadas para uso no Brasil terem sua segurança e eficácia comprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Apesar disso, o deputado também apresentou propostas que tinham como objetivo facilitar a compra de vacinas contra a Covid-19.

Mais Lidas