política

'O caos vem aí, a fome vai tirar o pessoal de casa', diz Bolsonaro ao criticar medidas de isolamento

Durante pronunciamento aos apoiadores, o presidente voltou a atacar os governadores pela adoção de medidas restritivas

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 19/03/2021 às 12:08
NOTÍCIA
Carolina Antunes/Presidência da República
FOTO: Carolina Antunes/Presidência da República
Leitura:

Durante uma conversa com apoiadores nesta sexta-feira (19), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comentou sobre as medidas de isolamento adotadas por governadores e teceu diversas críticas. O chefe do Executivo disse que o "caos vem aí".

"O povo não tem nem pé de galinha para comer mais. Agora, o que eu tenho falado, o caos vem aí. A fome vai tirar o pessoal de casa. Vamos ter problemas que nunca esperávamos ter problemas sociais gravíssimos", disse o presidente.

A fala do presidente foi feita diante do pior momento da pandemia no país, sob recordes de desemprego e aumento da inflação em alimentos. "Eu tenho mantido todos os meus ministros informados com o que vem acontecendo e ainda culpam a mim, como fosse insensível no tocante a mortes. A fome também mata", disse.

Auxílio emergencial

Ainda durante a conversa com seus apoiadores, Bolsonaro disse que o valor do auxílio emergencial, entre R$ 150 e R$ 375, é "pouco, mas é o que a nação pode dar. São R$ 44 bilhões de endividamento". Desde o começo da pandemia, pelo 20º dia seguido o Brasil registrou recorde de mortes na média móvel de mortes nos últimos dias.

Mais Lidas