menu

Jovem vê parto da filha e é intubada logo em seguida com Covid-19

Giulia de Oliveira, de 24 anos, luta há um mês contra a doença e teve um parto prematuro.

Giulia luta há um mês contra a doença
Giulia luta há um mês contra a doença (Reprodução/Arquivo pessoal)

Logo após passar por um parto de emergência, Giulia Mara de Oliveira, de 24 anos, precisou ser intubada na cidade de Santos, em São Paulo, por complicações da Covid-19. Ela luta há mais de um mês contra a doença e viu a filha nascer pouco antes de precisar passar pelo procedimento de intubação.

Nas redes sociais, seu namorado, Alessandro Ferreira, de 27 anos, fez um relato que viralizou na internet. De acordo com ele, Giulia começou a apresentar os primeiros sintomas no dia 25 de fevereiro.

No início, a jovem sentiu dores no corpo,na garganta, falta de ar e tosse. Após sete dias, Giulia descobriu que estava com coronavírus depois de um exame e passou a ser medicada com remédios leves, por causa da gestação.

Internação

Foi no dia 7 de março que Giulia descobriu que seus pulmões estavam 50% comprometidos. Por causa disso, ela precisou passar por um parto de emergência para que sua filha não corresse nenhum risco. A jovem foi intubada no dia seguinte e seu namorado relatou que os médicos permitiram que eles conversassem antes do procedimento.

"Eu disse que ia cuidar muito bem da nossa filha e ela ficou super feliz. Pediu que eu avisasse os pais dela de que ia ficar tudo bem", contou. Após a internação, a jovem precisou passar por transfusão de sangue, teve trombose e contraiu uma bactéria.

"Estamos tão perto e, ao mesmo tempo, tão longe. A distância de um lugar para o outro é de um andar. Eu fico aqui e vou continuar aqui esperando ela voltar", relatou Alessandro.