pernambuco

"Do jeito que a gente está fazendo não está funcionando", diz cientista sobre quarentena em Pernambuco

O especialista disse que, se pudesse, diria ao governador para realizar um 'lockdown de verdade' porque a Covid-19 circula em velocidade muito crítica.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 25/03/2021 às 12:42
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

Na expectativa para o anúncio do Governo de Pernambuco, que deve definir sobre as novas medidas restritivas a serem adotadas no Estado ainda nesta semana, especialistas alertam para a contínua tendência de alta nos casos de Covid-19. Em entrevista ao programa 'O Povo na TV', da TV Jornal Interior, o epidemiologista Jones Albuquerque comentou que o vírus circula em velocidade crítica.

Durante a entrevista, Jones disse que, se pudesse dar um conselho ao governador Paulo Câmara (PSB), diria que ele endurecesse as medidas restitivas em todo o Estado. "Eu daria o conselho de fazer 14 dias, ou 12, o tempo que ele [o governador] conseguisse, de um lockdown de verdade, fechando tudo, porque, nessa situação estamos agravando a crise econômica, a crise de empregos, de trabalhos e estamos ficando com a doença, o que não é bom", alertou o cientista.

Jones destacou que a mobilidade de pessoas em cidades como Caruaru tem diminuído com as medidas restritivas da quarentena, mas ainda não é o essencial para reduzir o índice de contaminação. Em comparação a março de 2020, a circulação de pessoas este ano é muito maior. "Ano passado, tínhamos medo, seguíamos os protocolos, sabíamos que o vírus era desconhecido. Hoje, um ano depois, o vírus continua desconhecido, a gente continua conhecendo muito pouco dele, mas as pessoas perderam a noção de que estamos em pandemia", destacou.

O epidemiologista disse ainda que é necessário esforço das pessoas para reconhecerem que medidas mais duras precisam ser adotadas do ponto de vista das autoridades de saúde. "Do jeito que a gente está fazendo não está funcionando e devemos experimentar outras estratégias mais agressivas pra ver se a gente consegue reativar o nosso processo de vida", sugeriu Jones.

Casos em Pernambuco

Mesmo diante das medidas restritivas estabelecidas pelo Governo de Pernambuco até o próximo dia 28 de março, que determinam quarentena em todo o território estadual, o Estado alcançou nesta quinta-feira (25), pelo segundo dia consecutivo, um recorde no registro de casos de Covid-19. De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), são 2.786 casos em 24h.

Entre os casos confirmados, 187 (7%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 2.599 (93%) são leves. Com isso, o estado totaliza 339.022 casos confirmados da doença, sendo 35.156 graves e 303.866 leves. Além disso, também foram confirmados 46 óbitos. Agora, Pernambuco tem 11.853 mortes ao todo pela Covid-19.

Veja a entrevista completa:

Mais Lidas