Pandemia

Prefeito de Limoeiro lamenta lentidão de campanha de vacinação contra Covid-19: "Passos de tartaruga"

Município não tem vacinas suficientes para finalizar aplicação em pessoas de 65 a 69 anos

Alfredo Neto
Alfredo Neto
Publicado em 13/04/2021 às 12:28
NOTÍCIA
Tânia Rêgo/Agência Brasil Saúde
FOTO: Tânia Rêgo/Agência Brasil Saúde
Leitura:

Sem vacinas suficientes para ao menos finalizar a aplicação da primeira dose contra a Covid-19 da faixa etária de 65 e 69 anos, o prefeito do município de Limoeiro, no Agreste do Estado, Orlando Jorge, lamentou a demora na chegada de novos imunizantes. O gestor municipal disse que o atual momento da campanha não pode ser comemorado e classificou o andamento da vacinação de "passos de tartaruga".

A declaração foi dada nesse domingo (11) durante a retomada do atendimento no posto drive-thru, instalado ao lado da Secretaria de Saúde, no Centro. "Na verdade, precisamos concluir essa faixa etária. Chegaram poucas vacinas, infelizmente. Estou vendo com tristeza. Não posso comemorar nada. A gente tem que trabalhar para melhorar isso. O Ministério da Saúde tem que disponibilizar as vacinas", disse Orlando.

O prefeito lembrou o grande número de mortes registrado desde o começo da pandemia e reafirmou o descontentamento com a evolução da campanha. "Eu vejo esse dia não é como comemoração, porque a gente já perdeu 83 limoeirenses e o Brasil já perdeu mais de 351 mil pessoas. Eu não estou aqui contente e satisfeito. Essa vacina está a passos de tartaruga. O Brasil não merece isso. Os brasileiros não merecem isso", declarou Jorge.

Orlando Jorge, que já presidiu o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Pernambuco (COSEMS-PE), avaliou que o país já deveria ter vacinado aproximadamente 50% da população. "Era pra gente ter vacinado já, se não cinquenta por cento da população, a faixa etária da juventude. Hoje, está provado, a imprensa está mostrando, que quem mais está ocupando os leitos de UTI são os jovens de 40, 50 anos", pontuou.

Nesta semana, a Secretaria de Saúde de Limoeiro segue com a aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19 nos idosos entre 70 e 79 anos. A imunização ocorre nas 19 Unidades Básicas de Saúde ou em domicílio, mediante necessidade apresentada pelo familiar do idoso. No último domingo, durante o drive-thru, segundo a pasta, 417 pessoas entre 70 e 74 anos tomaram a segunda aplicação.

Sem previsão de novas doses

Não há previsão para chegada de novas doses em Limoeiro. A II Gerência Regional de Saúde (GERES), sediada em Limoeiro e responsável pela distribuição das vacinas para 20 municípios das regiões do Agreste Setentrional e Mata Norte, aguarda o envio por parte da Secretaria Estadual de Saúde (SES), que por sua vez depende do repasse das doses pelo Ministério da Saúde.

Mais Lidas