decreto

Pernambuco estende medidas restritivas do plano de convivência até 9 de maio; confira

A medida anunciada pelo governador Paulo Câmara foi tomada em virtude do registro de casos, internações e óbitos de Covid-19.

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 22/04/2021 às 12:30
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

Nesta quinta-feira (22), o Governo de Pernambuco, por meio do governador Paulo Câmara, anunciou que foram estendidas as restrições do Plano de Convivência. O governo afirma que houve estabilização de casos, internações e óbitos por coronavírus registrados nas últimas três semanas, mas que os percentuais ainda estão em patamar alto. Por isso, o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 decidiu estender as atuais restrições até o dia 9 de maio

No entanto, foram anunciados ajustes para o funcionamento das atividades econômicas, que começam a valer na próxima segunda-feira (26). “Vamos autorizar o comércio de praia, de segunda à sexta-feira, das 9h às 16h, mantendo a proibição nos finais de semana. O funcionamento das atividades de maneira geral será estendido, nos finais de semana, até às 18h, para quem iniciar às 10h. Os estabelecimentos que abrirem às 9h só poderão funcionar até às 17h”, detalhou Paulo Câmara.

O governador destacou durante o pronunciamento que o Comitê continuará analisando diariamente os números da pandemia para avaliar a necessidade de novos ajustes para o período a partir de 10 de maio. “Seguimos contando com a compreensão de toda a população pernambucana. É nosso dever manter as atitudes preventivas. Evite aglomerações, higienize as mãos e sempre use máscara”, disse o governador. 

Casos em Pernambuco

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) nesta quarta-feira (21), Pernambuco registrou 2.480 novos casos da Covid-19. O Estado totaliza 388.507 casos confirmados da doença, com 13.380 mortes.

A respeito da campanha de vacinação no Estado, Pernambuco já aplicou 1.691.689 doses da vacina contra a Covid-19, das quais 1.221.859 foram primeiras doses.

Mais Lidas