inovação

Air France utiliza óleo de cozinha como combustível de aeronave que cruza o Oceano

O voo foi o primeiro a utilizar a substância em viagem de longo curso.

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 19/05/2021 às 11:55
NOTÍCIA
Reprodução/Wikimedia
FOTO: Reprodução/Wikimedia
Leitura:

Na última terça-feira (18), por volta das 15h40, o voo AFR-342, da Air France, decolou do aeroporto de Charles de Gaulle, em Paris, para Montreal, no Canadá. A aeronave cruzou o Oceano pela primeira vez com combustível sustentável (SAF) em seus tanques.

O combustível produzido pela Total, na França, foi feito de óleo de cozinha. Este foi o primeiro voo de longo curso a utilizar a substância, com duração de 6 horas e 46 minutos. Com o investimento, espera-se reduzir os níveis de emissão de dióxido de carbono.

Diversas companhias aéreas têm realizado experimentos com o SAF, mas colocar a iniciativa em prática demanda um alto investimento, tendo em vista que o biocombustível é mais caro que o querosene, que é o combustível utilizado atualmente.

Preocupação com o meio ambiente

Para poder ampliar a quantidade de voos com os biocombustíveis, a Air France-KLM se associou à empresa Total, responsável por fabricar as aeronaves do modelo Airbus, e à operadora de aeroportos ADP. O objetivo é de  tornar as viagens aéreas mais ecologicamente corretas num futuro próximo.

A Airsbus está realizando diversos testes para certificar que os aviões tem capacidade de voar em segurança com 100% SAF nas próximas décadas.

Mais Lidas