Pandemia

Irmãos morrem de Covid-19 em um intervalo de quase cinco horas no Agreste de Pernambuco

Carlos César e Silvânia Lindalva estavam internados no Hospital de Campanha de Covid-19 de Toritama, mas não resistiram e faleceram.

Hanna Aragão
Hanna Aragão
Publicado em 20/05/2021 às 18:00
NOTÍCIA
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

Dois irmão morreram por Covid-19, no intervalo de 4 horas e 30 minutos em Toritama, no Agreste de Pernambuco, na última quarta-feira (19). Carlos César de 48 anos e Silvânia Lindalva de 52 anos, estavam internados no Hospital de Campanha de Covid-19 do município, mas não resistiram e faleceram na manhã de ontem.  

De acordo Adriano Marcell, diretor do hospital em que as vítimas estavam, César estava internado desde o dia 14 de maio e faleceu exatamente as 8h30 da quarta (19). Já sua irmã, Silvana foi internada no dia 17 do mesmo mês e faleceu as  12 horas do mesmo dia. Ainda de acordo com o médico, eles já chegaram ao hospital em estado crítico, e o quadro evoluiu muito rápido.

Carlos César, era funcionário público e trabalhava como motorista no Centro de Assistência Social. Por meio de nota, a prefeitura do município lamentou o ocorrido. 

Nota prefeitura: 

A Prefeitura de Toritama manifesta o seu pesar pelo falecimento do servidor público, o estimado Carlos César do Nascimento, ocorrido nesta quarta-feira, 19 de maio de 2021. Expressamos nossas sinceras condolências e nos solidarizamos com seus familiares e amigos pela inestimável perda. Em tempo, aproveitamos para manifestar nossos agradecimentos as exímias contribuições e serviços prestados a nossa cidade, especialmente àquelas do âmbito da Assistência Social.

A prefeitura de Toritama, também informou que o Hospital de Campanha de Toritama está com 13 dos 17 leitos ocupados. Até a quarta (19), Toritama havia confirmado 1512 casos, e 35 óbitos. Desde o início da vacinação do município, que começou no dia 19 de janeiro de 2021, foram vacinados 6562 pessoas. 

O NE10 Interior tentou localizar os familiares das vítimas, mas não obtivemos resposta. Até o momento ainda não se sabe quando será o velório e sepultamento das vítimas. 

Situação do Agreste com a Covid-19

A TV Jornal Interior conversou com José Edson, presidente do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde, que falou sobre um possível colapso nas unidades de saúde dos municípios do Agreste, a falta de oxigênio e medicamentos para pacientes graves. 

Confira a entrevista completa: 

(a partir do minuto 29:43)

"Especialmente aqui na nossa região temos tido um aumento substancial de casos novos e graves e isso nos dá uma intranquilidade em relação a falta de oxigênio, essencial para melhorar a saúde daqueles que estão com Covid. Além disso, estamos com uma falta nacional de anestésicos e relaxantes musculares injetáveis, usados para pacientes que estão em estado grave", relatou durante a entrevista. 

O secretário também falou que esse seria o pior momento do Agreste em relação a Covid-19, mas que a região ainda não está em colapso. "Estamos no pior momento que estamos vivendo desde o início da pandemia, mas colapso ainda não. Muitos municípios conseguiram equipamentos antes de começar a nova onda e estão segurando os pacientes, mas a gente ainda não tem visto pacientes morrendo por falta de vaga", ressaltou. 

Novas medidas restitivas para o Agreste 

Na segunda-feira (17), o Governo de Pernambuco decretou novas medidas de restrição para 2ª Macrorregião de Saúde, que abrange a IV e V Geres, com sedes em Caruaru e Garanhuns, respectivamente. A decisão foi tomada, por que, de acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo, o Agreste tem apresentado um crescimento no número de casos e internações diferente de outras partes do Estado. 

> Governo de Pernambuco anuncia novas medidas restritivas para cidades do Agreste; Veja lista de municípios afetados

Ao todo, 53 municípios deverão seguir as novas medidas restritivas que começaram a valer desde terça-feira (18). As medidas determinam ao aos finais de semana, apenas supermercados, feiras livres de produtos alimentícios, farmácias, padarias e postos de gasolina abram as porta. Além disso, o Polo de Confecções deverá ficar fechado aos sábados, domingos e segundas. No entanto, Toritama, Santa Cruz do Capibaribe e Caruaru, decidiram que as feiras poderão ser realizadas de terça a sexta-feira até o fim do decreto. 

> Feiras do Polo de Confecções do Agreste podem funcionar de terça a sexta-feira com novas medidas restritivas

Mais Lidas