Pandemia

Prefeitos do Agreste apoiam novas medidas restritivas do Governo estadual

Medidas visam diminuir o contágio da covid-19 na região

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 25/05/2021 às 15:39
NOTÍCIA
Freepick
FOTO: Freepick
Leitura:

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, realizou uma reunião por videoconferência nesta terça-feira (25) com o presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), José Patriota, e prefeitos do Agreste. A reunião tinha o objetivo de mostrar aos gestores municipais dados sobre o aumento de solicitações de leitos de UTI e casos de covid-19 naquela região.

Durante a reunião, também foi solicitada a abertura de novas vagas de retaguarda nos serviços municipais de saúde.
"O que está acontecendo no Agreste, neste momento, é uma alta transmissão. E, em virtude disso, um crescimento exponencial da procura por leitos de enfermaria e, principalmente, de UTI. Estamos trabalhando na abertura de mais leitos, na busca de medidas restritivas que possam diminuir a velocidade de transmissão do vírus e, evidentemente, fazendo com que a vacinação aconteça dentro dos parâmetros do Plano Nacional de Imunização", disse Paulo Câmara.

Variantes

Durante a reunião, Paulo Câmara também disse que solicitou ao Ministério da Saúde mais testes de antígeno, concentradores de oxigênio e uma investigação sobre as novas variantes da Covid-19 nas amostras coletadas no Agreste. Com o crescimento acelerado de casos da doença na região, o governo estadual gostaria de avaliar se há novas variantes circulando:

“Ontem, enviamos um ofício ao ministro da Saúde que, inclusive, já nos respondeu que está tomando as providências. Pedimos um amplo processo de testagem em toda a região Agreste para verificarmos se há uma nova variante em circulação. Algumas amostras coletadas já foram para laboratórios e, nos próximos dias teremos essas informações”, disse Paulo Câmara.

Segundo o presidente da Amupe, José Patriota, os prefeitos apoiam as medidas restritivas. “Fazemos um apelo a todos os segmentos para que, em defesa da vida, possamos ficar esses 15 dias de forma remota e sem aglomerações. Estamos vivendo um momento difícil, onde os números mostram o dobro do que já aconteceu. Precisamos da compreensão e cooperação de todos”, destacou Patriota.

Participaram da reunião também a vice-governadora Luciana Santos e dos secretários estaduais André Longo (Saúde), Alexandre Rebelo (Planejamento e Gestão) e Antonio de Pádua (Defesa Social), além do procurador-geral do Ministério Público de Pernambuco, Paulo Augusto, e 55 gestores municipais, entre prefeitos e secretários.

Mais Lidas