Investigação

Polícia encontra carta deixada por Lázaro, "serial killer de Brasília", em esconderijo

Carta foi escrita a mão e fala sobre quem tem direito de morrer ou viver

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 18/06/2021 às 15:07
NOTÍCIA
Reprodução/ Internet
FOTO: Reprodução/ Internet
Leitura:

A Polícia Militar de Goiás, encontrou uma carta no local onde Lázaro Barbosa, teria usado como esconderijo na região da Edilândia, em Goiás. Chamado de "serial killer de Brasília" nas redes sociais. Lázaro está sendo procurado há dez dias suspeito de matar quatro pessoas da mesma família.

A carta foi encontrada em cima de uma mesa, que estava no esconderijo. Escrita à mão numa folha de papel A4 o texto fala sobre quem tem direito de morrer ou de viver.

“Muitos que vivem merecem morrer alguns que morrem merecem viver. Você pode lhes dar vida? Então não seja tão ávido para julgar e condenar  à morte. Mesmo muito sábios não conseguem enxergar tudo, assim como todos que vivem para ver tempos assim, não cabe a eles decidir.  Temos que decidir apenas o que fazer com o tempo que nos é dado. Há outras forças agindo neste mundo, além da vontade do mal”, dizia a carta. 

Veja a carta:

 

Além da carta, no local também foram deixadas algumas frutas, colocadas em cestos de palha. Havia também uma toalha rosa forrando a mesa. O material foi apreendido pela polícia e levado para perícia. Os policiais investigam se Lázaro escreveu ou apenas carregava o manuscrito, que replica algumas falas de um personagem da trilogia Senhor dos Anéis.

'Serial Killer de Brasília' 

Ao menos 200 policiais do Estado de Goiás e do Distrito Federal estão em uma "caçada" para encontrar o "serial killer de Brasília", identificado como Lázaro Barbosa de Souza, de 33 anos. O homem tem uma extensa ficha criminal e tem deixado moradores em alerta e apreensivos.

Lázaro tem uma extensa ficha criminal, sendo o principal suspeito de assassinar uma família inteira no Distrito Federal, no dia 9 de junho, no bairro Cielândia. Foram mortos Cláudio Vidal, de 48 anos, e seus dois filhos, Gustavo Marques Vidal, de 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, de 15.

Três dias depois, no dia 12 de junho, o corpo da mãe da família, Cleonice Marques, de 43 anos, foi encontrado próximo a um córrego. A polícia acredita que Lázaro tenha carregado consigo o corpo da mulher após matar a família dela. O corpo foi encontrado com diversos cortes e estava nu. Nesse mesmo dia, o suspeito baleou três pessoas durante uma fuga.

*Com informações do ND+

Mais Lidas