Danado de bom

Música de despedida e lembrança com a mãe; Fãs compartilham memórias com Elba Ramalho

Camila Ananias e Camila Magalhães, são fãs da artista e possuem memórias inesquecíveis

Hanna Aragão
Hanna Aragão
Publicado em 19/06/2021 às 15:00
NOTÍCIA
Reprodução/Youtube
FOTO: Reprodução/Youtube
Leitura:

Durante as últimas semanas o NE10 Interior preparou uma série de matérias sobre Elba Ramalho para conhecer mais a artista antes do São João Danado de Bom, que vai trazer uma live da artista neste sábado (19). Esse material serviu pra lembrar a importância de Elba Ramalho para o maior e melhor São João de Caruaru, e pra nossa cultura também.

Individualmente, Elba já tocou o coração de muitos fãs e para encerrar essa série antes da live, o NE10 Interior, separou histórias de duas fãs que já viveram momentos muito especiais embalados pela voz da artista. Camila Ananias, de 25 anos, e Camila Magalhães, de 27 anos, são fãs da artista e possuem memórias inesquecíveis. 

Camila e a ciranda da rosa vermelha

Camila Ananias, é biomédica e fã de Elba Ramalho desde criança. Ao NE10 ela contou que quando era criança a mãe colocava ela para cantar e dançar músicas de diversos artistas como Dominguinhos, Luiz Gonzaga e Elba também. "Sou super fã dela desde pequena. Cresci ouvindo Luiz Gonzaga e Dominguinhos, e consequentemente conheci Elba ouvindo eles! Desde pequena eu sou apaixonada por Ciranda da Rosa Vermelha, música dela e de Alceu Valença", disse. 

Camila é super fã de Elba Ramalho e já esteve presente em vários shows da artista
Camila é super fã de Elba Ramalho e já esteve presente em vários shows da artista
Reprodução/Arquivo pessoal

A biomédica já foi a muitos shows da artista, mas alguns shows em especial marcaram sua vida para sempre. Em 2019, Elba Ramalho, Alceu Valença e Geraldo Azevedo trouxeram para Caruaru o projeto "O Grande Encontro". Camila foi ao show e ficou na beira do palco. "Eu beirei palco e sentei na beirinha no chão, quando ela começou a cantar a ciranda. Minha mãe sempre cantava pra mim e dançava comigo, então essa é uma das minhas preferidas", contou. 

Além de fã de Elba, Camila também canta e já cantou na Orquestra do Maestro Mozart em um show de abertura do São de Caruaru. Nesse mesmo show, Elba cantou e Camila ficou mais encantada com a artista. "Cantei na orquestra de Mozart e fiquei babando no show dela. Também estou aprendendo sanfona, conheço alguns sanfoneiros, inclusive o sanfoneiro dela", disse a artista. 

Um beija-flor bateu minha porta e me beijou 

A história de Camila Magalhães tem muito carinho, amor e saudade. No final de outubro do ano passado, a avó de Camila foi internada por conta de uma infecção no pé ocasionada por diabetes. Ao ser internada, Maria das Dores acabou contraindo o Covid-19. Enquanto estava internada, Camila ficou com a música 'Ai que saudade D'Ocê', cantada por Elba Ramallho. A música é originalmente de Zeca Baleiro, no entanto, Elba gravou uma versão da canção em 1997 no Grande Encontro.

"Desde o primeiro dia que ela foi internada, eu fiquei com a música 'Ai Que Saudade D'Ocê', que Elba canta. Foram doze dias que ela ficou internada e os doze dias essa música na cabeça, em todos os momentos. Ela sempre teve um significado muito lindo", disse Camila.  

Música cantada por Elba Ramalho faz parte da história de Camila
Música cantada por Elba Ramalho faz parte da história de Camila
Reprodução/Arquivo pessoal

A comerciante conta que depois de alguns dias da internação da avó, percebeu que Dona Maria não estava mais lúcida. "Cheguei um dia no hospital e minha vó não estava mais lúcida, tinha sido entubada. Naquele momento, a gente já estava sentindo que ela estava indo embora". Foi ai que Camila entendeu, que chegou a hora de se despedir da avó. 

"Na minha despedida dela, eu cantei essa música. Eu entendi, que aquela seria nossa música. Até hoje, sempre que escuto essa música eu sinto lá no fundo do meu coração" 
contou a comerciante

Quatro dias depois, Maria das Dores faleceu, e, coincidentemente um beija-flor invadiu a casa de Camila e ela soube que aquela música agora fazia parte da história dela com a avó. "Minha vó era o meu beija-flor", contou. O beija-flor da música vai virar tatuagem para eternizar a memória de dona Maria para sempre na pele da neta. 

Live de Elba Ramalho

Com live de Elba, TV Jornal leva forró e animação para telespectadores
Todo mundo que é apaixonado pelo São João de Caruaru deve lembrar imediatamente da cantora Elba Ramalho ao começar a ouvir o hino de Luiz Gonzaga “Olha pro céu, meu amor”. Afinal, a voz da paraibana é um aviso de que o maior e melhor São João do mundo já começou.

Quem pensa que em 2021 será diferente, está redondamente enganado. Mesmo com o cancelamento das festas juninas pelo segundo ano por conta da pandemia causada pelo coronavírus, a TV Jornal quer manter a chama da alegria acessa e fará lives especiais para trazer alegria para a casa dos telespectadores.

> Saiba onde assistir a live de Elba Ramalho promovida pela TV Jornal

A primeira será a live de Elba Ramalho, que acontece no dia 19 de junho de 2021, às 21h30, e irá trazer o forró animado da cantora. "Estou contanto os dias e as horas para cantar para vocês. Vamos botar Pernambuco inteiro para forrozar", comentou Elba sobre a live e o retorno à capital do forró após dois anos.

A live será transmitida através das páginas do Facebook do Sistema Jornal do Commercio, TV Jornal, TV Jornal Interior, NE10, NE10 Interior e Rádio Jornal Pernambuco, em Recife, Caruaru, Garanhuns, Pesqueira, Limoeiro e Petrolina. Também será possível acompanhar através do Canal do Youtube da TV Jornal Recife e TV Jornal Interior, além dos sites NE10, NE10 Interior, JC Online e TV Jornal.

Mais Lidas