Investigações

Tia de Lázaro diz que suspeito ligou para mãe após chacina e contou que não agiu sozinho

Homem é o principal suspeito de matar uma família no Distrito Federal

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 23/06/2021 às 9:55
NOTÍCIA
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

A tia de Lázaro Barbosa, conhecido como "serial killer de Brasília", contou que o sobrinho ligou para a mãe, que mora no interior da Bahia, após a morte da família em Ceilândia, no Distrito Federal, em que ele é o principal suspeito. Além disso, Lázaro teria revelado que não agiu sozinho.

"Ele disse para mãe dele que não estava sozinho e disse para as pessoas que ele entrou nas casas depois. Ele mesmo vendo na televisão dizendo 'tá vendo aquilo ali? Ali não foi eu sozinho não'. [...] A mãe dele perguntou pela mulher, ele fala 'a mulher não está comigo, não foi eu quem pegou a mulher, quem pegou a mulher foram os outros', mas não se refere a quem", contou a mulher em entrevista ao "1º Jornal" da Band.

O UOL falou com a Polícia Civil do Distrito Federal para saber se as investigações indicam que mais uma pessoa teria participado da chacina e DP respondeu que "não irá comentar sobre oitivas, declarações e demais instruções do inquérito policial para não prejudicar o trabalho de investigação em andamento".

A tia de Lázaro disse também que saiu da casa onde mora e a família vive assustada atualmente. "A gente não dorme. Qualquer coisa que passa na rua, a gente acha que é ele chegando. E medo também dos revoltados, tem muita revolta aí", contou.

*Com informações da UOL

Entenda o caso

Lázaro é o principal suspeito de matar uma família no Distrito Federal, no dia 9 de junho, no bairro Cielândia. Foram mortos Cláudio Vidal, de 48 anos, e seus dois filhos, Gustavo Marques Vidal, de 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, de 15.

Três dias depois, no dia 12 de junho, o corpo da a mãe da família, Cleonice Marques, de 43 anos, foi encontrado próximo a um córrego. A polícia acredita que Lázaro tenha carregado consigo o corpo da mulher após matar a família dela. Nesse mesmo dia, o suspeito baleou três pessoas durante uma fuga.

Mais Lidas