crime

Após pacientes morrerem por negligência, falsos médicos são presos no Agreste de Pernambuco

Os homens foram presos por exercício ilegal da profissão.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 29/06/2021 às 8:40
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

A Polícia Militar de Pernambuco prendeu um homem por exercício ilegal da profissão de médico no último domingo (27), no Hospital Municipal de Panelas, no Agreste. Em entrevista à TV Jornal Interior, o secretário de Saúde de Panelas, Júnior Lima, esclareceu que a PM foi acionada depois que dois pacientes morreram depois de passarem por procedimentos realizados pelo suspeito.

O secretário informou que o suspeito, de 28 anos de idade, estava dando plantão na unidade mista do hospital quando foi identificada a prática irregular. Júnior explicou que a contratação dos profissionais acontece por meio de uma empresa terceirizada e que o homem havia se oferecido para substituir um médic plantonista. 

"Segundo a empresa, o médico titular ficou impossibilitado de comparecer e ele [o suspeito], através de um grupo de médicos, via WhatsApp, se ofereceu para vir. A empresa também não sabia disso e estamos abrindo um processo administrativo para averiguar os fatos, notificar a empresa e penalizar todos os responsáveis", explicou o secretário.

Após ser preso, o suspeito confessou o crime. Foi identificado ainda que ele mora na cidade de Caruaru, também no Agreste. De acordo com o secretário de Saúde, o homem já era procurado pela prática ilegal e foi pego em Panelas. 

Caso semelhante em Cachoeirinha

Um segundo caso foi registrado pela Polícia Militar na cidade de Cachoeirinha. O suspeito, de 35 anos, afirmou ter se formado em medicina na Bolívia, mas não tinha autorização para exercer a profissão no Brasil. O homem trabalhava com documentação de uma outra pessoa e foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Belo Jardim.

Confira detalhes sobre o caso dos falsos médicos

Mais Lidas