caso patrícia roberta

Caso Patrícia Roberta: Justiça recebe denúncia e Jonathan Henrique se torna réu pela morte da jovem

Jonathan foi indiciado por feminicídio e ocultação de cadáver.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 30/06/2021 às 9:10
NOTÍCIA
Reprodução / Arquivo Pessoal
FOTO: Reprodução / Arquivo Pessoal
Leitura:

Na última terça-feira (29), a 2ª Vara do Tribunal do Júri de João Pessoa, na Paraíba, recebeu a denúncia contra Jonathan Henrique Conceição dos Santos, suspeito de envolvimento na morte da jovem Patrícia Roberta, que morava em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. 

Patrícia foi encontrada morta no dia 27 de abril na capital paraibana. De acordo com o advogado da família dela, apenas a denúncia contra Jonathan foi recebida pela Justiça. O rapaz foi indiciado por feminicídio e ocultação de cadáver. A namorada dele, Ivyna Oliveira, também havia sido indiciada por ocultação de cadáver. A investigação do caso segue em segredo de justiça.

"Quero dizer que a justiça está começando a ser feita, graças a Deus. Eu acredito na Justiça e os primeiros passos já foram dados", desabafou o pai de Patrícia, Paulo Roberto.

Relembre o caso

De acordo com os familiares, Patrícia Roberta teria ido visitar um suposto amigo em João Pessoa, na Paraíba, na sexta-feira (23 de abril). Patrícia voltaria para Caruaru na segunda-feira (26 de abril) e mantinha contato com os familiares durante a estadia na capital paraibana. No entanto, no último domingo (25 de abril) a jovem desapareceu.

 Em entrevista ao NE10 Interior, a prima de Patrícia disse que na última semana a jovem havia falado com ela pedindo ajuda para comprar uma passagem de ônibus e informou à família que iria viajar para João Pessoa para encontrar um amigo, que teria estudado com ela no colégio em Caruaru, quando era mais nova.

A jovem pernambucana saiu em direção a João Pessoa por volta das 17h da sexta-feira (23). Ao chegar na cidade, a jovem avisou à família que havia chegado e mandou fotos. No sábado (24), ela enviou uma foto em que aparecia o prédio onde supostamente ela estava hospedada. No domingo (25), Patrícia parou de responder às mensagens dos familiares.

Depois que os familiares perderam o contato com Patrícia no último domingo (25), a jovem foi dada como desaparecida pela família. A policia realizou buscas e encontrou o corpo dela em um terreno da capital paraibana em avançado estado de putrefação.

Sobre a prisão do suspeito

De acordo com a PM, o suspeito, de 23 anos, foi encontrado no final da noite da terça-feira (27). Inicialmente o amigo dele foi localizado e reconhecido por populares. Ele estava com uma moto e um caderno com anotações que teriam sido enviadas a ele pelo próprio suspeito. A polícia resolveu acompanhá-lo até a residência dele e, no local, o suspeito foi encontrado deitado em um colchão.

Na casa, a PM encontrou a motocicleta que pode ter sido usada pelo suspeito para transportar o corpo da vítima durante a madrugada da terça-feira. O suspeito foi levado para a Central de Polícia, juntamente com o amigo, que já havia sido detido mais cedo e liberado na delegacia.

Mais Lidas