agreste

Vacinas contra a Covid-19 são desviadas de Brejo da Madre de Deus durante mutirão de imunização

As doses eram da AstraZeneca e seriam suficientes para vacinar ao menos dez pessoas contra a doença.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 30/06/2021 às 10:50
NOTÍCIA
Raquel Portugal/FioCruz
FOTO: Raquel Portugal/FioCruz
Leitura:

A Prefeitura de Brejo da Madre de Deus, no Agreste de Pernambuco, esclareceu nesta quarta-feira (30) um desvio de vacinas utilizadas na imunização contra a Covid-19 no município. Por meio de nota, o governo municipal afirmou que o desvio teria acontecido no dia 1º de junho, durante um mutirão de vacinação.

De acordo com a prefeitura, foram desviadas duas ampolas da vacina AstraZeneca, que seriam suficientes para vacinar dez pessoas contra a Covid-19. A procuradora municipal, Fernanda Ferreira, afirmou que a apuração administrativa está sendo realizada internamente e informou ao Departamento da Polícia Federal de Caruaru sobre o caso para que seja avaliada a apuração criminal.

Investigação

Em nota, a Prefeitura de Brejo informou que foi aberto um inquérito administrativo e as pessoas envolvidas já foram afastadas das suas funções até a apuração dos fatos. A Secretária de Saúde, Anne Gabrielle, não foi citada na denúncia apresentada e que não existe nenhum indício de que ela teria cometido desvio de conduta.

"O Governo Municipal sempre pautou como pontos fundamentais da administração a transparência, seriedade, compromisso e respeito, diante do ocorrido lamentamos profundamente e reforçamos que as medidas já foram tomadas e que aguardaremos o resultado das investigações", diz parte do texto.

Confira a nota na íntegra

O Governo Municipal de Brejo da Madre de Deus através da Secretaria Municipal de Saúde vem esclarecer o fato ocorrido no mutirão de vacinação contra à COVID-19 no dia 01/06/2021.

Segundo foi repassado ao Poder Público, duas ampolas do imunizante que combate à Covid-19 teriam sido desviadas. Logo que foi informada do ocorrido a administração tratou de abrir um inquérito administrativo e as pessoas envolvidas já foram afastadas das suas funções até que tudo seja apurado.
Todas as medidas legais junto a Polícia Federal e órgãos responsáveis já foram tomadas.

A Prefeitura ainda afirma que a Secretária de Saúde, Anne Gabrielle, não foi citada na denúncia apresentada e que não existe nada que abale a sua conduta.

O Governo Municipal sempre pautou como pontos fundamentais da administração a transparência, seriedade, compromisso e respeito, diante do ocorrido lamentamos profundamente e reforçamos que as medidas já foram tomadas e que aguardaremos o resultado das investigações.

Veja reportagem: 

Mais Lidas