Viagens

Aeroportos de Pernambuco terão aumento de voos em julho

Aeroporto do Recife terá aumento de 19,62% em comparação a junho

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 07/07/2021 às 14:40
NOTÍCIA
Foto: Arnaldo Carvalho / JC Imagem
FOTO: Foto: Arnaldo Carvalho / JC Imagem
Leitura:

Os aeroportos de Pernambuco terão um aumento no número de voos em julho. O Aeroporto do Recife terá 5.950 voos neste mês, valor que representa um aumento de 19,62% em comparação a junho.

Além disso, o Arquipélago de Fernando de Noronha ampliou em 14% o volume de pousos e decolagens, chegando a 228 voos. O Aeroporto de Petrolina atingiu 261 voos, o que representa 19% a mais que em junho.

“A onda de crescimento vista nos últimos meses segue em progressão também em julho, mês impulsionado pelas férias, o que nos leva ao melhor resultado do ano em termos da expectativa da malha aérea. Seguimos trabalhando lado a lado com as companhias aéreas, com a Aena, que administra o terminal do Recife, e com o trade turístico do Estado para seguirmos mantendo este ritmo de crescimento, que é fator crucial para que o nosso turismo recupere o fôlego e volte a gerar empregos”, explica o secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes.

De acordo com levantamento feito pelo portal Aeroin, a partir de dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a rota Guarulhos-Recife movimentou 537.318 passageiros entre janeiro e maio de 2021.

No mês de julho, estima-se que o Aeroporto do Recife opere 34 destinos, desses 33 são nacionais e um internacional. Os voos são para as cidades de Aracaju, Aracati, Belém, Brasília, Campina Grande, Caruaru, Confins, Cuiabá, Fernando de Noronha, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Juazeiro do Norte, Maceió, Manaus, Mossoró, Natal, Palmas, Petrolina, Porto Alegre, Rio de Janeiro (Galeão e Santos Dumont), Salvador, São Luís, São Paulo (Campinas, Congonhas, Guarulhos, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto), Serra Talhada, Teresina, Uberlândia e Vitória. Fora do Brasil, a operação é para Lisboa.

Mais Lidas