repercussão

Nova testemunha diz que MC VK incentivou MC Kevin a se pendurar na sacada do prédio

O homem relatou ter visto a queda do cantor do 5º andar e contou que ele gritou por socorro, mas não foi ajudado pelo amigo.

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 02/08/2021 às 8:40
NOTÍCIA
Reprodução/Redes sociais
FOTO: Reprodução/Redes sociais
Leitura:

Uma nova testemunha, que afirmou ter presenciado a morte de MC Kevin, deu detalhes sobre o que teria ocorrido no dia que o cantor morreu. O homem declarou que o artista teria morrido, no dia 16 de maio no Rio de Janeiro, após ser induzido pelo MC VK a se pendurar na sacada do hotel para escapar de um flagra da esposa, Deolane Bezerra. 

Em entrevista à TV Record, o cantor português Fernando Dimmy Jr, de 31 anos, afirmou ter testemunhado o ocorrido. Ele informou que estava hospedado em um hotel ao lado do que MC Kevin e seus amigos estavam e afirmou ter presenciado a queda do artista do 5º andar.

"Sim, exatamente. Eu confirmo que vi a queda do MC Kevin. Foi uma mera coincidência eu estar no hotel ao lado de MC Kevin. Pois eu não sabia da presença dele naquela cidade [no Rio de Janeiro]", disse em entrevista ao Domingo Espetacular.

"Eu estava exatamente na varanda com a minha irmã. Tava no sexto andar. Bem, eu estava à espera que a minha irmã subisse para o meu quarto porque ela também disse que queria me fazer uma companhia. E, depois de um tempo, ela estava na varanda e gritou: 'vem ver aqui atos sexuais à distância'. Então, eu vi o que era para ver", relatou.

Momento da queda

O cantor português contou que era possível ver Kevin em ato sexual na varanda do quinto andar com Bianca Dominguez aproximadamente dez minutos antes de cair. O rapaz desmentiu a versão dada por Jhonatas, amigo do funkeiro, que afirmou estar no quiosque da praia no momento do ocorrido.

"Foi uns 10 minutos antes da queda, se não me engano. Bem, é aí onde entra o Jhonatas. Ele entrou a querer se calhar, insistir, em querer participar do ato sexual. Bem porque ele entrou a primeira vez, o MC Kevin levantou a mão como se estivesse a expulsar o Jhonatas do quarto. Da primeira vez, deu a entender isso. Que ele entrou no banheiro, eu não posso dizer que sim ou não, porque, aparentemente, ninguém foi ao banheiro. Na terceira vez que o Jhonatas voltou a entrar foi de uma maneira muito brusca e, com certeza, seria o momento em que disse a suposta frase 'moiô, moiô, tio'", disse.

Ao contrário do que diz o depoimento do MC VK, que disse que estava no banheiro no momento da queda de MC Kevin, a testemunha contou que o amigo teria incentivado o funkeiro a se pendurar para fugir do flagra da mulher. "Na forma que o Jhonatas entrou, foi se movimentando muito, como se fosse um louco e como se quisesse assustar os que estavam lá no quarto. E o MC VK levantou da cama e movimentou os braços como de uma forma assustadora que deu, aí sim, exatamente, a entender que o VK estava a incentivar ou assustar o Kevin a ir a algum lado", disse.

A testemunha disse ainda que ouviu pedidos de socorro de Kevin quando ele ainda estava pendurado na sacada do prédio. No entanto, o amigo não foi lhe ajudar e o acidente acabou ocorrendo na sequência. "Tenho certeza do que eu estou falando. Deu a entender que o MC VK estava a incentivar o Kevin, que era para se pendurar naquele local. Que o Kevin largou a mão direita e ficou somente apoiado com a mão esquerda. E ali deu claramente a ouvir o que estava a dizer. Ele estava a pedir que o VK ajudasse ele", afirmou Fernando.

"Sim, eu entendi, porque ele gritou mesmo, que deu para ouvir onde eu estava. Ele disse "me ajuda, me ajuda!". Então, mesmo assim, o VK parece que estava a incentivar ele para ir para o andar de baixo ou largar. Depois de ter gritado e não ter conseguido ficar apoiado no parapeito da varanda, ele já quando estava a cair, ele [VK] antes deu um chute, como se fosse um chute no parapeito. Ele [Kevin] foi se distanciando um pouco do edifício. Foi aí quando eu dei conta daquilo que estava acontecer, que ele estava realmente a cair, que ninguém estava a ajudar. Eu fui pegar meu celular para ver se dava para apanhar uma parte em que assim eu podia muito bem fazer a publicação disso sem ter de me expor. Então, foi quando eu peguei o celular, foi muito tarde. Nós ouvimos um pequeno estrondo como se fosse um 'puff", relatou.

*Com informações do UOL

Mais Lidas