animais

Peixe invasor venenoso é capturado nas águas de Fernando de Noronha

Especialistas alertam que peixe-leão apresenta riscos para o meio ambiente e seres humanos.

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 12/08/2021 às 12:05
NOTÍCIA
Lucas Penna/ICMBio
FOTO: Lucas Penna/ICMBio
Leitura:

Mergulhadores profissionais capturaram o terceiro peixe-leão em Fernando de Noronha na última quarta-feira (11). A espécie Pterois volitans, considerada invasora e venenosa, foi identificada na ilha pela segunda vez em apenas oito dias. 

No Brasil, foram capturados seis peixes dessa espécie, sendo três deles apenas em Noronha. A direção do Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio) informou que o animal foi localizado durante um mergulho dos profissionais.

“O instrutor Leonardo Lopes foi experiente ao capturar o indivíduo e a fotógrafa Thiege Rodrigues caracterizou o ambiente. Eles observaram o peixe na enseada das Cagarras (Ilha Rata), área do Parque Nacional, numa profundidade de 18 metros”, informou o servidor do ICMBio, Lucas Penna.

O peixe invasor capturado, com 7 gramas e comprimento total (rostro-caudal) de 8,87 cm, foi levado ao Instituto Chico Mendes e será destinado a pesquisas.

Cuidados redobrados

O ICMBio reforçou que é necessário que mergulhadores e banhistas redobrem os cuidados. “Vamos manter o cuidado para observar e entrar em contato com o ICMBio Noronha para realizar o melhor protocolo de captura, caso apareça mais algum peixe-leão. Este protocolo será disponibilizado devidamente para todos”, indicou Lucas Penna.

Ambientalistas destacam que o animal representa risco ao meio ambiente e aos seres humanos, tendo em vista que o peixe-leão tem 18 espinhos venenosos, que apresentam uma toxina. Essa toxina pode causar febre, vermelhidão e até convulsões aos seres humanos.

*Com informações do G1

Mais Lidas