menu

Após massacre de golfinhos em caçada anual, mar fica vermelho com o sangue dos animais nas Ilhas Faroé

A prática é uma tradição local, mas é condenada por ativistas da causa animal.


Golfinhos mortos nas Ilhas Faroé
Golfinhos mortos nas Ilhas Faroé (Divulgação/SWNS)

Caçadores nas Ilhas Faroé mataram ao menos 1,428 golfinhos nesta semana em um dos maiores massacres já registrados na história, fazendo com o que o mar e a praia ficassem vermelhos com o sangue dos animais e seus corpos espalhados.

Essa é a maior caçada mortal registrada. Este tipo de conduta é considerada uma tradição anual de caça na região. Normalmente, irlandeses matam mil animais marinhos por ano, de acordo com dados das Ilhas Faroé. Em 2020, apenas 35 golfinhos de "faces brancas" foram mortos, de acordo com o Daily Mail.

Massacre de animais

Ativistas de direitos dos animais defendem que a prática seja condenada, mas a população local defende que a caçada é importante para a tradição. 

Golfinho morto nas Ilhas Faroé
Golfinho morto nas Ilhas Faroé
Divulgação/SWNS
;