Abandono

Bebê abandonado no Sítio Histórico de Olinda recebe alta do hospital

Criança será levada para casa de acolhimento

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 17/11/2021 às 7:49
Notícia
Pixabay
Vendedor ambulante que disse ter encontrado bebê abandonado em Olinda é o pai da criança - FOTO: Pixabay
Leitura:

O bebê que foi abandonado no Sítio Histórico de Olinda no dia 2 de novembro recebeu alta do Hospital Tricentenário nessa terça-feira (16). O menino havia sido encontrado por um homem que disse ser vendedor ambulante, mas que depois confessou ser o pai biológico da criança.

..

A criança será levada para uma casa de acolhimento. De acordo com a conselheira tutelar Claudia Roberta, a situação do bebê está sendo acompanhada. "Iremos acompanhar porque a gente precisa encaminhar para a Vara dos termos declaratórios dos pais para que a equipe técnica da Vara faça um estudo de caso e defina a real situação da criança. Como já existe um processo, só através de juízo que decide", disse.

O advogado dos pais do bebê, James Lancaster, disse à TV Jornal que eles não sabiam da gravidez: “Em momento algum houve o abandono da criança, na verdade, houve um direcionamento ao hospital para que ela pudesse ser tratada do jeito que merece e sobreviver. A mãe vinha menstruando todo mês, de forma irregular. Eles não estavam preparados, não foi feito o pré-natal”.

De acordo com Lancaster, o casal estava dormindo quando a mulher acordou sentindo um incômodo. O parto foi realizado pelo próprio casal. “Ali mesmo, em 10 minutos, eles decidiram o que iriam fazer. Desesperados, pensaram que não teriam condições de criar o filho. Então, ele [o pai] pegou a criança e foi direto para o hospital”, contou o advogado.

Lancaster disse ao JC que o pai da criança entrou em contato após ser intimado a depor. Ele explicou que o casal queria ficar com a criança.

Os pais do bebê prestaram esclarecimentos ao Conselho Tutelar. Foi solicitada a realização de um exame de DNA para confirmar a paternidade da criança.

O caso continua sendo investigado pela Delegacia do Varadouro.

*Com informações do JC e TV Jornal

Comentários

Mais Lidas