Natal

Bispo italiano diz as crianças que Papai Noel não existe e igreja pede desculpas

O monsenhor disse que Papai Noel era um santo que trazia presentes aos pobres e não o criado pela Coca-Cola

Bruna Padilha
Bruna Padilha
Publicado em 11/12/2021 às 10:22
Notícia
Pixabay
Os pais das crianças ficaram revoltados nas redes sociais após o religioso contar que Papai Noel não existia - FOTO: Pixabay
Leitura:

A diocese católica romana em Noto pediu desculpas para a comunidade e quando uma polêmica se instaurou na comunidade após o bispo de Noto, Dom Antônio Staglianò declarar durante um evento de Natal a crianças que "Papai Noel não existe".

..

Em uma postagem do Facebook a Diocese informou que o bispo não era sua intenção decepcionar os pequenos, apenas queria esclarecer o valor cristão do Natal, que em sua visão hoje o mundo “infelizmente está cada vez mais consumista, descristianizado e subserviente à lógica do mercado.”

De acordo com a nota o Monsenhor Staglianò exemplificou que São Nicolau de Mira, era um santo que trazia presentes aos pobres. Na tradição anglo-saxônica, ele então se tornou Papai Noel, mas certamente não o criado pela Coca-Cola.

“Um fato real veio à tona, a saber, que o Natal não pertence mais aos cristãos. A linguagem se esvaziou. Até o próprio presépio foi explorado, reduzido a um objeto de beleza, de modo que a mensagem cristã se torna um recipiente vazio e perde aquela verdade que significa amor. O clima de Natal entre luzes e compras tomou o lugar do Natal ”, dizia a nota.

A diocese católica romana em Noto pediu desculpas para a comunidade e quando uma polêmica se instaurou na comunidade após o bispo de Noto, Dom Antônio Staglianò declarar durante um evento de Natal a crianças que "Papai Noel não existe".

Comentários

Mais Lidas