saúde

Pernambuco muda regras e reduz período de isolamento de pacientes com Covid-19; entenda

O Estado segue a mesma orientação adotada pelo Governo Federal na última semana

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 01/02/2022 às 6:56
Notícia
Guga Matos/JC Imagem
Na capital, é preciso agendar para fazer teste de covid-19 pela rede municipal de saúde - FOTO: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:

A Secretaria de Saúde de Pernambuco divulgou na última segunda-feira (31) as mudanças do protocolo estadual de isolamento social e afastamento das atividades econômicas e sociais em virtude da Covid-19. Agora, pessoas com diagnóstico positivo da doença, seja caso sintomático ou não, devem permanecer em isolamento por sete dias e retornar às atividades no oitavo dia.

> Ministério da Saúde publica novas regras para afastamento do trabalho por Covid-19; veja o que muda

..

No entanto, é necessário observar a ausência de sintomas nas últimas 24 horas, principalmente sintomas respiratórios e a febre. Antes da alteração do protocolo, o Estado sugeria 10 dias de isolamento e mais 24 horas sem sintomas, para sintomáticos. Para assintomáticos eram recomendados sete dias.

A decisão foi tomada após uma reunião realizada pelos representantes do Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação de Pernambuco, que discutiram sobre o cenário da pandemia no Estado. A secretária-executiva de Vigilância em Saúde de Pernambuco, Patrícia Ismael, esclarece que a decisão do comitê técnico se baseia em ações adotadas em outros países do mundo e com aval dos especialistas membros do grupo.

“Com a mudança, Pernambuco passa a igualar os casos sintomáticos e assintomáticos. A partir de agora, os casos positivos para doença, independentemente da presença de sintomatologia, passam a cumprir o isolamento de sete dias", diz Patrícia.

Novas regras adotadas pelo Governo Federal

Na última semana, o Ministério da Saúde publicou uma portaria diminuindo de 14 para 10 dias o prazo de afastamento dos trabalhadores diagnosticados com Covid-19. O texto diz ainda que o afastamento pode ser reduzido para sete dias, caso o funcionário apresente teste com resultado negativo, por método molecular (RT-PCR ou RT-LAMP) ou teste de antígeno.

Comentários


Mais Lidas