viralizou

Negacionista? Homem amarrado por mulher para tomar vacina na verdade tinha medo de agulhas

O caso repercutiu nas redes sociais, mas a mulher explicou o que realmente aconteceu

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 03/02/2022 às 8:02
Notícia
Reprodução/Redes sociais
Mulher levou o marido amarrado para tomar vacina da Covid-19 - FOTO: Reprodução/Redes sociais
Leitura:

Depois que um vídeo viralizou nas redes sociais mostrando um homem amarrado pela esposa sendo obrigado a tomar a vacina contra a Covid-19, a mulher decidiu contar a verdadeira história por trás da situação. Ana Maria Andrade, 66 anos, que aparece no vídeo, explica que, ao contrário do que tem sido divulgado, a motivação para ter amarrado o homem é outra: o medo de agulhas.

..

O vídeo foi gravado na última na última quinta (27) na Unidade de Saúde Benedito Lopes, em Rio Largo. Ao contrário do que dizia a legenda da publicação, que afirmava que o homem foi obrigado pela esposa a tomar a vacina por ser negacionista, Ana explicou que, Cícero Sabino, de 47 anos, estava com medo da injeção e, para deixá-lo mais tranquilo, decidiu fazer a brincadeira de amarrá-lo. 

Além disso, ela revelou que não é casada com Cícero. Os dois são colegas de trabalho na Associação de Moradores do Loteamento Asa dos Ventos (Amav), em Rio Largo, região metropolitana de Maceió. As imagens foram gravadas no dia 27 de janeiro.

"Cícero estava com medo de tomar a vacina. Aí eu, na brincadeira, perguntei ao presidente [da associação] se ele tinha corda no carro, e ele tinha. Só que ele pensou que a corda era para alguém do posto que estava precisando. Quando eu peguei a corda, vi ele [Cícero] quietinho, com medo...E amarrei ele! A turma ficou rindo e na hora que chamou o número dele, a senha, eu entrei com ele amarrado. Ele tomou a vacina e cantaram parabéns. O que aconteceu foi isso. Ele é um colega de trabalho, não é meu esposo", contou Ana em entrevista ao G1.

Veja o vídeo:

 

Comentários


Mais Lidas