apologia

Bolsonaro diz repudiar ideologia nazista, mas pede mesmo tratamento ao comunismo: ‘mais juízo e responsabilidade’

A postagem do presidente se refere a dois episódios recentes de apologia ao nazismo no Brasil

Gabriela Luna
Gabriela Luna
Publicado em 10/02/2022 às 7:40
Notícia
Agência Brasil
Presidente Jair Bolsonaro - FOTO: Agência Brasil
Leitura:

O presidente Jair Bolsonaro (PL) se pronunciou sobre as mais recentes declarações interpretadas como apologias ao nazismo. No Twitter, Bolsonaro repudiou o nazismo "de forma irrestrita e permanente" e pediu "mais juízo e responsabilidade", mas disse que o comunismo também deve ser combatido.

..

A postagem do presidente se refere a dois episódios recentes de apologia ao nazismo que geraram polêmica e revolta na internet. A Procuradoria-Geral da República (PRG) já abriu investigação sobre os casos.

De acordo com Bolsonaro, é preciso seriedade ao abordar o tema para evitar qualquer banalização. "Que o momento seja de reflexão, de amadurecimento, a respeito de qual ambiente queremos criar para o Brasil. Tenhamos todos mais juízo e responsabilidade. Precisamos continuar trabalhando pelo futuro de nossa nação", seguiu o presidente.

O chefe do Executivo, porém, afirmou que outras ideologias que pregam "divisão de pessoas" também devem ser "combatidas por nossas leis". "Como o comunismo", escreveu.

Veja a nota de Bolsonaro na íntegra:

Comentários


Mais Lidas