Reality

BBB 22: Vyni relembra agressões por homofobia: 'Me bateram'

Vinicius contou para Eliezer que já apanhou na rua por ser gay

Gabriela Luna
Gabriela Luna
Publicado em 11/02/2022 às 8:40
Notícia
Foto: Reprodução/GloboPlay
O bacharel em direito revelou para o publicitário que já apanhou na rua por ser gay. - FOTO: Foto: Reprodução/GloboPlay
Leitura:

Durante a madrugada no BBB 22, os brothers Vyni e Eliezer conversaram sobre vivências sexuais, e no bate-papo, o bacharel em direito revelou para o publicitário que já apanhou na rua por ser gay. Primeiro anônimo da atual temporada a chegar a 1 milhão de seguidores, o influencer relembrou agressões motivadas por homofobia em conversa no quarto lollipop.

"Você, Eliezer, não vai saber o que é ter medo de andar na rua. Por exemplo, atravessar a rua para ir comprar um pão. Você não sabe como é...", desabafou o cearense. "Por conta de orientação sexual? Você já teve esse medo?", perguntou Eliezer.

..

"Eli, olha a sociedade que a gente vive...", disparou o bacharel em direito. "Mas você, na sua cidade, no seu bairro... Tu já passou por algo assim?", indagou o publicitário. "Já. E a dor não é nem a dor física, é a dor lá dentro", explicou Vyni sobre o relato.

Na sequência, Eliezer questionou Vinicius: "O que fizeram com você?". O influencer revelou que foi agredido em razão de sua orientação. "Me bateram. Tô contando isso daqui, mas nem o povo lá de casa sabe. Tô falando isso em rede nacional", revelou.

Vinicius continuou: "Aconteceu comigo, mas aconteceu pior com muita gente. Muito pior. Imagina quem não tem uma família para acudir, ou quem é colocado pra fora de casa. Isso só em relação à orientação. Imagine cor, classe econômica...", disse o jovem de 23 anos, que mora com o pai, a avó materna e tia em uma pensão da família.

"Quantos amigos seus, por exemplo, já tiveram que voltar pra casa a pé porque quando chamavam um motorista de aplicativo, eles olhavam pra você e passavam direto? Ou não poder entrar em uma loja porque você não faz o perfil da loja. (...) A gente, às vezes, esquece como é ser amado, ser gostado", afirmou.

Comentários


Mais Lidas