inusitado

Mulher afirma que engravidou sozinha em banheira e marido decide processar hotel

O homem quer que o estabelecimento arque com todos os custos da criança

Gabriela Luna
Gabriela Luna
Publicado em 22/02/2022 às 11:18
Notícia
Foto: Reprodução/Internet
imagem meramente ilustrativa de uma banheira de hidromassagem - FOTO: Foto: Reprodução/Internet
Leitura:

Uma advogada relatou um caso inusitado para seus seguidores no Tik Tok. Um homem teria procurado os serviços jurídicos da advogada Lu Lagea e decidido a processar um hotel de luxo no Rio de Janeiro, após a esposa contar que engravidou sozinha em uma banheira de hidromassagem do estabelecimento.

Segundo a advogada, o marido afirmou que a situação teria acontecido enquanto ele estava na Europa, em uma viagem a trabalho que durou seis meses. Quando ele retornou para casa, encontrou a mulher grávida.

..

Ainda segundo Lage, quando a mulher foi indagada pelo marido sobre a gravidez, alegou ter ido a um hotel 5 estrelas com a irmã, onde teria passado a maior parte do tempo na banheira. Com isso, o marido procurou a advogada com o objetivo de processar o estabelecimento pela falta de higiene no local.

“Esse senhor quer que eu ajuíze uma ação para processar um hotel cinco estrelas no Rio, alegando que ele ficou fora de casa seis meses, a trabalho na Europa e, quando voltou para casa, a esposa está grávida.”, disse a advogada.

O marido explicou que, com a ação, quer receber uma indenização do hotel para reparação dos danos psicológicos da esposa. Também quer que o local arque com todos os custos da criança, já que “foi irresponsabilidade do hotel não esterilizar a banheira de hidromassagem”.

Segunda versão do caso

Após o primeiro encontro para as tratativas com o casal, Lu Lage explicou que houve uma nova versão para a gravidez. Segundo a mulher, a gravidez seria, na verdade, consequência de um estupro.

“Ela disse que foi o meio que ela achou mais tranquilo para que seu marido não ficasse tão devastado, porque na realidade ela estava saindo de um lugar, estava na rua, quando ela foi pegar o carro dela, ela foi arrastada e estuprada. A banheira seria menos doloroso para o marido do que um estupro, pois ele é muito nervoso, se alguém mexesse com ela”, retratou a advogada.

Indagada pela advogada se teria registrado um boletim de ocorrência, a mulher disse que não procurou a polícia pois estava com vergonha.

Comentários


Mais Lidas