Gastronomia

Conheça a história e aprenda a fazer bolo de rolo

Iguaria tem origens em Portugal

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 05/09/2020 às 12:11
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

Muita gente pensa que o bolo de rolo é uma iguaria pernambucana, mas as origens são de Portugal. De acordo com o historiador José Urbano, no país colonizador, o doce era feito com recheio de pasta de amêndoas, que foi substituído pelo de goiabada devido à abundância da fruta no Brasil.

"É criação portuguesa, os portugueses chegaram aqui a partir do século XVI para o cultivo e a exploração da cana-de-açúcar e trouxeram a tradição do bolo de rolo, que originalmente chama-se colchão de noiva, veio de Portugal com essa denominação", explicou.

O colchão de noiva era embalado na casca da bananeira para uma melhor conservação, uma vez que ainda não existia geladeira no século XVII. Outra diferença do bolo de rolo é que ele é polvilhado com açúcar, diferentemente do colchão de noiva.

Receita de bolo de rolo

Para preparar a massa, você vai precisar de 250 gramas de açúcar refinado, 250 gramas de manteiga, 250 gramas de farinha de trigo e cinco ovos. Inclua a manteiga e o açúcar na batedeira e bata até ficar cremoso.

Em seguida, vá acrescentando um ovo por vez e batendo. Após integrar todos, bata por mais 10 minutos. O próximo passo é acrescentar o trigo. O chef Fagner explica a forma correta: "Um dos segredos do bolo de rolo é que você tem que incorporar o trigo à parte, manual. Você coloca um terço, e faz um movimento circular, de baixo para cima".

A massa ficará cremosa, e a próxima etapa é espalhá-la em cima de um papel manteiga, sobre uma forma quadrada e rasa. A massa precisa estar com a mesa espessura ao longo da forma, para que o bolo fique fino. Leve ao forno pré-aquecido em 180°C, por cinco minutos.

O preparo no forno é rápido para que a massa não fique dura, nem quebradiça. Ao final, coloque o recheio de sua preferência e enrole. A opção mais tradicional é a de goiaba, mas também pode ser feito com doce de leite, chocolate, maracujá, entre outros.

Mais Lidas