Jacaré Grande

Alunos de escola cujo teto caiu continuam sem aulas em Caruaru

Queda aconteceu na manhã dessa terça-feira e deixou uma professora ferida

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 31/07/2019 às 11:59
NOTÍCIA
Leitura:

Os 58 estudantes das duas salas de aula da Escola Municipal Joaquim Nabuco, localizada na comunidade de Jacaré Grande, na zona rural de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, continuam sem aulas nesta quarta-feira (31), após o teto da unidade de ensino desabar no fim da manhã da terça (30).

"Nós estamos todos empenhados em fazer todo o atendimento pedagógico a todos os estudantes, estamos verificando um novo espaço para abrigar todos os equipamentos e continuar com a rotina prevista no calendário escolar", garantiu a secretária de Educação, Marta de Medeiros. De acordo com a secretária, a reposição será feita posteriormente, para que o ano letivo não seja prejudicado.

O teto desabou por volta das 11h, no momento em que os alunos do terceiro e quarto ano do ensino fundamental fariam uma atividade. Uma professora teve ferimentos leves e foi levada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). As crianças não ficaram feridas.

No momento em que o teto desabou, uma cobra que estava no local também caiu na sala. "A gente tinha acabado de abrir o livro de matemática que a professora tinha mandado, não fez barulho, do nada caiu o teto", contou o aluno Ryan Gabriel, de nove anos.

A mãe dele, Rogéria Nayane, ficou desesperada ao saber do caso e inicialmente pensou que se tratava de um assalto. "Eu estava em casa trabalhando, aí de repente chegou uma menina gritando, avisando à outra mãe o que tinha acontecido. Quando vinha subindo, foi mais desesperador ainda, porque falaram 'a escola desabou'. Quando cheguei aqui, vi essa cena terrível", contou.

O comerciante Ademar Silva disse que uma intervenção foi feita há dois anos no teto da escola para a instalação de PVC. "A correria foi grande para ir para a escola, porque todo mundo pensou que tinha morrido todo mundo", relatou.

Prédio não tem outros problemas

A Secretaria de Educação informou que deu todo apoio à professora que teve ferimentos leves. Ela recebeu cinco pontos da cabeça e já recebeu alta da unidade de saúde. Já a Secretaria de Obras disse que iniciou as intervenções necessárias na escola nesta quarta-feira. Segundo os engenheiros, após vistoria foi constatado que o prédio não apresenta outros problemas estruturais.

Mais Lidas