menu

Cerca de 958 toneladas de óleo foram retiradas de praias de Pernambuco

Material foi levado para o Centro de Tratamento de Resíduos para descarte correto

Manchas de óleo atingem Tamandaré
Manchas de óleo atingem Tamandaré (Jerbesson do Nascimento)

Foram recolhidas até essa quarta-feira (23) aproximadamente 958 toneladas de óleo das praias pernambucanas atingidas. O material foi levado para o Centro de Tratamento de Resíduos Pernambuco. Nesta quinta-feira (24), as manchas de óleo chegaram na Ilha de Itamaracá.

Foram mobilizadas pelo governo estadual cerca de 400 pessoas de órgãos estaduais, reeducandos e voluntários para realizar a limpeza e os trabalhos de contenção e prevenção das cidades do litoral. Foi realizado também o monitoramento do Rio Persinunga (São José da Coroa Grande), Rio Una (Barreiros), Rio Formoso (Tamandaré), Rio Massangana (Cabo de Santo Agostinho), Rio Maracaípe (Ipojuca), Rio Sirinhaém (Sirinhaém) e Rio Jaboatão (Jaboatão dos Guararapes).

Foram implantados na quarta 2.145 metros de barreiras de contenção nos estuários, além dos 200 metros implantados pela Petrobras/Transpetro.

Manchas de óleo

Manchas de petróleo surgiram em praias do Nordeste e impressionou turistas. O caso vem acontecendo desde o início de setembro deste ano e a substância tem sido avistada em pelo menos nove estados da região. Estima-se que mais de 2 mil quilômetros de costa foram poluídos. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, a substância é hidrocarboneto, derivado de petróleo.

A ligação entre o caso e as manchas ainda não foi investigada, entretanto, o animal apresentava piche ao redor do corpo. Conforme informações divulgadas pela revista Época, um laudo sigiloso teria sido encaminhado para o Ibama pela Petrobras, apontando que a mancha seria de Petróleo da Venezuela.