menu

Governo diz que não há novas manchas de óleo chegando ao litoral nordestino

Cerca de 249 locais foram afetados pelos resíduos oleosos

Praias do litoral nordestino estão sendo contaminadas com manchas de óleo
Praias do litoral nordestino estão sendo contaminadas com manchas de óleo (Adema/Governo de Sergipe)

O governo divulgou nesse domingo (27) que não foram encontradas novas manchas de óleo no litoral nordestino. Por meio de nota do Grupo de Avaliação e Acompanhamentos (GAA) formado pela Marinha, Agência Nacional de Petróleo (ANP) e Ibama, foi informado que as equipes de monitoramento não observaram novos resíduos do material.

No sábado (26), em uma entrevista coletiva, a Marinha disse que as praias nordestinas não apresentavam óleo, mas apenas algumas "pelotas" de petróleo no mar que seriam recolhidas quando chegassem às praias.

Foram registrados pelo governo cerca de 249 locais afetados e mais de 1 mil toneladas de resídios oleosos recolhidos, segundo a nota. Os grupos continuam atuando em Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia.

Manchas de óleo

Manchas de petróleo surgiram em praias do Nordeste. O caso vem acontecendo desde o início de setembro deste ano e a substância tem sido avistada em pelo menos nove estados da região. Estima-se que mais de 2 mil quilômetros de costa foram poluídos. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, a substância é hidrocarboneto, derivado de petróleo.

Conforme informações divulgadas pela revista Época, um laudo sigiloso teria sido encaminhado para o Ibama pela Petrobras, apontando que a mancha seria de Petróleo da Venezuela.