menu

Mães aguardam vagas para deixar crianças em creches em Caruaru

Prefeitura garante que 11 novas unidades serão entregues até abril

Várias creches estão em construção em Caruaru
Várias creches estão em construção em Caruaru (Reprodução/TV Jornal Interior)

A lista de espera para obter vagas em creches de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, continua grande. As famílias esperam o cumprimento de uma promessa de campanha da atual prefeita Raquel Lyra (PSDB), de que concluiria o mandato com 8 mil vagas de creches disponíveis. Atualmente, existe espaço para 2.786 crianças, de acordo com a assessoria de imprensa da secretaria de Educação.

A costureira Joseane Maria tem três filhos. A do meio está matriculada, mas o mais novo ainda não conseguiu uma vaga. Ela tenta espaço no CMEI José Pinheiro dos Santos Filho, no bairro São José, para que os dois pequenos fiquem no mesmo local. "Eu tenho uma criança com dois anos também na creche, é muito bom lá o ensino, mas eu preciso de uma vaga para ele. Eu ligo para lá, chama, chama, e não atende. Até hoje eu liguei. Entra no site, não resolve. Até agora nenhuma resposta", lamentou. A preocupação dela é que as aulas já começam em fevereiro e ela precisa de um lugar para deixar a criança para poder voltar a trabalhar.

Também costureira, Patrícia Nayara precisa de uma vaga para o filho, já que não tem quem fique com a criança enquanto ela trabalha. "A dificuldade é que você deixa lá o nome e o número de telefone, aguarda ser chamado. Mandam ligar, a gente liga e ninguém atende. Assim a gente vai levando", contou.

De acordo com o secretário de educação de Caruaru, Henrique Oliveira, serão entregues creches no Alto do Moura, Jardim Panorama e Nova Caruaru. "Até o início do ano letivo, agora em fevereiro, nós pretendemos entregar três creches, e até abril de 2020, nós concluiremos a entrega de 11 novas unidades. Além disso, nós estamos com algumas requalificações e ampliações de unidades que já existem", relatou. As outras creches estão sendo construídas no Murici, Peladas, Monte Bom Jesus, Nova Caruaru, Cidade Alta, Vassoural, Indianópolis e Vila Andorinha.

O Ministério Público de Pernambuco vem acompanhando o caso das creches. De acordo com a promotora da Vara da Infância e Juventude, Sílvia Amélia, as mães que não são atendidas procuram o órgão, que toma as providências mais adequadas para cada caso. "O Ministério Público acompanha através do processo judicial, e também através do controle que nós temos aqui com a procura das mães pelo direito do seus filhos à educação infantil. Então sempre que uma mãe vem ao MP, é requerida judicialmente a matrícula", explica.

A promotora acredita que mesmo com a entrega das creches em construção, a meta não deverá ser atingida: "Esse mês, eles vão ter no máximo 240 crianças por creche, dependendo se a creche for do tipo que pega mais crianças. Mas, em regra, esse número de vagas é de 180, então 10 creches para serem construídas, não vai dar 5 mil vagas, é muito improvável que aconteça".

Mães aguardam vagas para deixar crianças em creches em Caruaru

  • 27/01/2020 20:13