menu

Rodízio de abastecimento de água deverá ser reduzido em Caruaru

Barragem de Tabocas atingiu 19,6% da capacidade total; por isto, Santa Cruz não precisará mais do Prata-Pirangi

Cerca de 29 bairros vão ficar sem o abastecimento de água
Abastecimento de água será ampliado em Caruaru (Foto: Divulgação)

O rodízio de abastecimento de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, deverá ser reduzido a partir da próxima semana. De acordo com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), a expectativa é de que toda a área urbana da cidade seja abastecida no regime de cinco dias com água e 10 sem. Atualmente, o regime é de cinco dias com água e 15 sem. O fornecimento de água para a zona rural do município passará a ter no período de dois dias com água e 30 sem.

A diminuição do rodízio foi possibilitada pelas chuvas registradas nas últimas semanas em cidades do Agreste. A Barragem de Tabocas, em Santa Cruz do Capibaribe, atingiu 19,6% da capacidade total, que é de 13 milhões de metros cúbicos de água. O manancial estava em colapso desde o ano passado. Por causa disto, de acordo com a Compesa, o Sistema Prata-Pirangi não irá mais compartilhar água com Santa Cruz do Capibaribe, que voltará a ser abastecida exclusivamente por Tabocas.

Isto permitirá ainda que outras áreas de Caruaru sejam contempladas com mais água, como o Luiz Bezerra Torres, as Rendeiras, o Residencial Alto do Moura e o bairro José Carlos Oliveira. "Estamos realizando os ajustes e realizando todos os testes para que mais água seja direcionada a Caruaru, um município de grande contingente populacional e importante para a economia da região e do Estado", afirmou a presidente da Compesa, Manuela Marinho.